Novas receitas

Lucro da Sonic sobe 13,4% e mais notícias do setor

Lucro da Sonic sobe 13,4% e mais notícias do setor


Esta semana, nas notícias do setor, o lucro do Sonic aumentou 13,4 por cento e as vendas nas mesmas lojas aumentaram 5,3 por cento; Jill Golder foi promovida a vice-presidente executiva e diretora financeira da Ruby Tuesday; e Del Taco está explorando uma venda.

Continue lendo para saber mais sobre as maiores notícias financeiras desta semana no mundo dos alimentos.

Ganhos

Sonic Corp.: Para o terceiro trimestre, a empresa o lucro aumentou 13,4 por cento e suas vendas nas mesmas lojas aumentaram 5,3%.

Mudança de liderança

Ruby Tuesday Inc.: Jill Golder, atual vice-presidente sênior de finanças da Ruby Tuesday, foi promovido a vice-presidente executivo e diretor financeiro, com efeito imediato. Ela substitui o CFO Michael Moore, que se aposentou em agosto.

Crédito da foto: Flickr / JeepersMedia

Hambúrgueres de quintal: O diretor de marketing da empresa Monte Jump adicionou a função de diretor operacional às suas responsabilidades

Bob Evans Farms Inc.: Mark Hood foi nomeado diretor financeiro da Bon Evans Farms, com efeito imediato. Ele substitui Paul DeSantis, que renunciou em maio para buscar outras oportunidades.

Bloomin ’Brands Inc.: David Pace, anteriormente vice-presidente executivo e diretor de recursos da Carrabba’s Italian Grill, foi promovido a presidente da empresa, substituindo Steven Shlemon, que deixou o cargo para assumir as funções de presidente e CEO da Benihana Inc.

Alimentos para pequenos planetas: Liz Nordlie, que também atua como vice-presidente da General Mills, foi promovido a presidente da Small Planet Foods, uma unidade da General Mills. Ela sucede Michele Meyer, que foi nomeada presidente da divisão de refeições do Small Planet Foods.

Nu-Tek Food Science: A empresa chamada Brian Boor, anteriormente vice-presidente sênior de vendas e administração de negócios, é novo presidente e diretor de operações.

Dunkin ’Brands Group, Inc.: Jeff Miller, que passou mais de 11 anos na Dunkin ’Brands, foi nomeado chefe executivo e vice-presidente de inovação de produtos.

Fusões / Aquisições

Oráculo: Em seu maior acordo de aquisição em cinco anos, a Oracle comprará a MICROS Systems por US $ 5,3 bilhões.

Del Taco Holdings Inc.: De acordo com fontes não identificadas citadas em um Reportagem da Reuters, Del Taco é explorando uma venda. A empresa se recusa a comentar o relatório.

Crédito da foto: Flickr / ozfan22

Parceiros de gestão de alimentos: Em uma transação no tribunal de falências, a empresa adquiriu Furr’s Fresh Buffet e sua empresa de distribuição de serviços de alimentação Dynamic Foods. Os termos do acordo não foram divulgados.

Mais notícias financeiras

El Pollo Loco Holdings Inc.: A empresa registrado para uma oferta pública inicial, com o objetivo de levantar US $ 100 milhões para saldar sua dívida. Nem o número de ações nem a faixa de preço foram divulgados.

Tem informações privilegiadas sobre uma fusão ou aquisição? Sabe de uma nova campanha publicitária em torno de um novo produto icônico? Estamos sempre procurando chegar à frente do jogo, então envie-nos um e-mail com suas dicas.

Haley Willard é editora assistente do The Daily Meal. Siga-a no Twitter @haleywillrd.


Resultados do 4º trimestre do TCS: o lucro líquido aumenta 14,9% para receita de ₹ 9.246 crore em ₹ 43.705 crore

Nova Delhi: A maior empresa de serviços de software do país, Tata Consultancy Services (TCS), divulgou na segunda-feira um aumento de 14,9 por cento no lucro líquido consolidado para Rs 9.246 crore no trimestre de março de 2021.

Isso é contra um lucro líquido de Rs 8.049 crore no período do ano anterior, disse a TCS em um documento regulatório.

A receita da principal área de TI cresceu 9,4 por cento no trimestre em análise para Rs 43.705 crore de Rs 39.946 crore um ano atrás, acrescentou.

"Nossos investimentos na última década na construção de novas capacidades e em pesquisa e inovação nos posicionam bem para a oportunidade de serviços de tecnologia plurianual à frente. Enquanto continuamos a dominar em nossas áreas tradicionais de força, estamos fazendo um bom progresso no ganho compartilhar a oportunidade de crescimento e transformação ", disse o CEO e diretor administrativo da TCS, Rajesh Gopinathan.

O foco da empresa no FY22 será envolver os clientes em sua agenda de crescimento, impulsionada pela inovação e alavancagem do conhecimento coletivo, acrescentou.

O lucro líquido do ano fiscal encerrado em março de 2021 subiu para Rs 33.388 crore (excluindo as provisões de reivindicações legais), de Rs 32.340 crore no ano financeiro anterior.

Seu lucro líquido em uma base informada foi de Rs 32.430 crore no FY21.

A TCS forneceu Rs 1.218 crore (USD 165 milhões) para um caso legal (relacionado à Epic Systems Corporation) em sua demonstração consolidada de lucros e perdas para o ano encerrado em 31 de março de 2021.

A receita foi superior em 4,6 por cento para Rs 1,64,177 crore no FY21 de Rs 1,56,949 crore no ano financeiro anterior, o arquivamento disse.

O Conselho de Administração propôs um dividendo final de Rs 15 por ação.

V Ramakrishnan, Diretor Financeiro da TCS, disse que o desempenho da empresa no quarto trimestre "cobre três quartos do desempenho consistentemente robusto em um ano de pandemia e nos dá uma saída forte do FY21".

"Nossas margens do quarto trimestre são uma validação de nossa forte crença de que é possível ganhar mega-negócios, crescimento pós-líder da indústria, continuar a investir em nosso pessoal e em novas capacidades e ainda oferecer lucratividade líder da indústria", acrescentou. .

Ramakrishnan disse ainda que todos os investimentos feitos pela empresa ao longo dos anos a posicionaram fortemente para expandir sua presença na grande oportunidade de crescimento e transformação.

A carteira de pedidos do quarto trimestre de US $ 9,2 bilhões é o maior TCV (valor total do contrato) de todos os tempos em um trimestre. A carteira de pedidos do AF21 foi de US $ 31,6 bilhões, um aumento de 17,1% no comparativo anual, informou o documento.

TCS anunciou seus resultados após o horário de mercado. Sua receita fechou em Rs 3.241,45 cada, queda de 2,43% em relação ao fechamento anterior na BSE.

Seus rivais Infosys e Wipro anunciarão seus números do trimestre de março e do FY21 em 14 de abril e 15 de abril, respectivamente.

No quarto trimestre, a TCS adicionou 19.388 funcionários às suas funções em uma base líquida, sua maior adição líquida em um trimestre, levando o número total de funcionários para 4,88.649. A taxa de atrito de serviços de TI (LTM) foi de 7,2 por cento.

"Com a segunda onda da pandemia sobre nós, nossa principal prioridade é mais uma vez garantir a saúde e o bem-estar pessoal de nossa força de trabalho em todo o mundo. Estamos procurando maneiras de agilizar as vacinações para TCSers elegíveis sempre que as regulamentações locais permitirem", TCS Disse o diretor de RH Milind Lakkad.


WRAPUP 1-Sonic e Asbury lucram com recuperação de automóveis nos EUA

DETROIT, 22 de fevereiro (Reuters) - Os grupos de concessionárias de automóveis dos EUA Sonic Automotive Inc SAH.N e Asbury Automotive Group ABG.N registraram lucros trimestrais acima do esperado sobre as vendas que ultrapassaram a recuperação em uma indústria que se recuperou dos níveis recessivos de 2009 .

As ações da Asbury subiram 4 por cento, enquanto as ações da Sonic caíram quase 2 por cento após uma previsão para os lucros de 2011 que caiu abaixo das expectativas mais otimistas dos analistas.

Grupos de concessionárias de automóveis dos EUA relataram ganhos robustos no quarto trimestre e perspectivas brilhantes para 2011, com a maioria projetando uma recuperação gradual que levaria a indústria de volta às vendas vistas pela última vez em 2008.

A Sonic e a Asbury cortaram custos durante a recessão e ambas dizem que estão prestes a crescer se os gastos do consumidor aumentarem em 2011, conforme o esperado.

A confiança do consumidor dos EUA subiu para uma alta de três anos em fevereiro, de acordo com o Conference Board. [ID: nN22277393]

“Definitivamente sentimos o ímpeto”, o recém-nomeado CEO da Asbury, Craig Monaghan, em entrevista por telefone à Reuters. “Estamos vendo cada vez mais clientes nos showrooms.”

A Sonic, o terceiro grupo de concessionárias de automóveis dos EUA em vendas de veículos, como a Asbury, que está em sexto lugar, concentra-se em marcas de importação como Toyota e Honda e marcas de luxo como BMW para a maioria de suas vendas de veículos novos.

Mas a Sonic ofereceu uma previsão para as vendas gerais de automóveis nos EUA e seus próprios ganhos em 2011 que ficaram aquém das projeções mais otimistas dos analistas de Wall Street.

A empresa espera que em 2011 o lucro por ação das operações contínuas fique entre US $ 1,18 e US $ 1,28. Em contraste, a previsão média dos analistas foi de US $ 1,28 e o limite superior do intervalo de previsão foi de US $ 1,45.

Para o quarto trimestre, a Sonic divulgou um aumento de quase quatro vezes no lucro líquido para US $ 64,4 milhões, ou US $ 1 por ação, em um ganho de 17 por cento na receita para US $ 1,84 bilhão.

Asbury registrou um ganho ainda maior em ganhos. O lucro líquido saltou 27 vezes, para US $ 5,4 milhões, ou 17 centavos por ação, em um aumento de 22% na receita, para US $ 1,02 bilhão.

O vice-presidente executivo da Sonic, Jeff Dyke, disse que a empresa espera que as vendas de automóveis aumentem para cerca de 12,5 milhões de veículos em 2011, ante 11,5 milhões em 2010.

Em comparação, a J.D. Power and Associates, um serviço monitorado de perto que rastreia as vendas de carros novos nas concessionárias, elevou na semana passada sua previsão para as vendas de veículos leves nos EUA em 2011 para 13 milhões de unidades, um aumento de 13 por cento em relação a 2010.

Isso segue um aumento de 11 por cento em 2010, quando as vendas de veículos novos atingiram uma baixa de quase três décadas.

As ações de grupos de concessionárias de automóveis mostraram ganhos robustos desde o final de setembro do grupo nº 1 AutoNation AN.N com alta de 50 por cento para o Penske Automotive Group PAG.N com alta de 73 por cento. Sonic, Asbury e Group 1 Automotive GPI.N ganharam mais de 60 por cento cada.

Excluindo itens únicos, a Asbury ganhou 37 centavos por ação no quarto trimestre, contra as expectativas dos analistas de 35 centavos, de acordo com a Thomson Reuters I / B / E / S.

A Sonic relatou lucro ajustado por ação de operações contínuas de 30 centavos, contra as expectativas dos analistas de 26 centavos, de acordo com a Thomson Reuters I / B / E / S. (Reportagem de Bernie Woodall, edição de Maureen Bavdek e Derek Caney)


Won coreano e vendas de smartphones

A orientação da Samsung & # x27s ficou para trás das expectativas dos analistas & # x27 por dois motivos, de acordo com Daniel Kim, analista sênior de pesquisa da Macquarie Equities Research.

& quotUm, o forte won coreano contra (a) algumas moedas importantes como o dólar americano e o euro & quot, disse ele na sexta-feira na CNBC & # x27s & quotSquawk Box Asia. & quot. Kim disse.

Mas o analista está otimista com a ação. Ele ressaltou que os preços dos chips de memória devem virar neste trimestre, com a expectativa de que os preços médios de venda aumentem - o que beneficiaria o negócio de semicondutores.

& quotA duração da recuperação da memória provavelmente será muito mais longa do que muitas pessoas pensam. É por isso que estou muito confortável com minha classificação de desempenho superior em relação às ações ”, disse Kim, acrescentando que a Samsung continua sendo“ uma das ações de semicondutores mais baratas em todo o mundo ”.

O lucro operacional e as vendas consolidadas caíram trimestre a trimestre, com base na orientação de Friday & # x27s.


O primeiro discurso formal do presidente Biden atraiu quase 27 milhões de telespectadores.

Quase 27 milhões de pessoas assistiram ao primeiro discurso formal do presidente Biden em uma sessão conjunta do Congresso na noite de quarta-feira, uma grande audiência para a televisão atualmente, mas uma audiência muito menor do que discursos semelhantes de outros presidentes, de acordo com dados da Nielsen.

Exibido em todas as principais redes e canais de notícias a cabo a partir das 21h. Horário do leste, o discurso atraiu uma audiência de televisão muito maior do que o Oscar de domingo transmitido pela ABC, que foi assistido por cerca de 10 milhões de pessoas. Mas a audiência foi significativamente menor do que a do primeiro discurso formal do presidente Donald J. Trump no Congresso em 2017, que atraiu 48 milhões de telespectadores.

A audiência televisiva do discurso de Biden também ficou tímida em relação a discursos equivalentes de outros presidentes recentes. Barack Obama teve uma audiência de 52 milhões em 2009, George W. Bush atraiu 40 milhões em 2001 e o primeiro discurso de Bill Clinton foi assistido por 67 milhões em 1993.

Vários fatores contribuíram para as classificações menores. Por causa de preocupações com a saúde pública e segurança no Capitólio, o discurso de Biden foi feito mais tarde em sua presidência do que aqueles proferidos por seus antecessores recentes, todos ocorridos em fevereiro. Também houve menos pompa na quarta-feira. Em vez de uma audiência pessoal de 1.600 senadores, juízes da Suprema Corte e outros dignitários sentados lado a lado com os membros da Câmara, apenas 200 pessoas estavam presentes por causa das restrições de distanciamento social.

A audiência da TV, em geral, caiu nos últimos anos, à medida que mais pessoas abandonaram as assinaturas a cabo em favor do streaming, uma mudança que foi acelerada por hábitos de exibição pandêmicos. E o número de pessoas assistindo televisão na primavera, em comparação com o inverno, tende a ser menor.

O ABC teve a maior audiência para o discurso, com cerca de 4 milhões de telespectadores, segundo a Nielsen, e o MSNBC logo atrás, com 3,9 milhões. As redes de transmissão Fox News e Fox tiveram as menores audiências, com 2,9 milhões de telespectadores (Fox News) e 1,6 milhão (Fox News).

A audiência da Fox se manifestou com força pela análise pós-discurso de âncoras e comentaristas e pela refutação republicana do senador Tim Scott, da Carolina do Sul. Nos 30 minutos após o discurso, a Fox News foi a única emissora a ter um aumento no número de telespectadores, com uma média de 3,2 milhões de pessoas assistindo.

A análise do discurso variou dependendo da rede. O colaborador da Fox News, Ben Domenech, disse que o discurso de Biden foi um "pontinho político" que seria "imediatamente esquecido". (Uma versão anterior deste item afirmava incorretamente que o Sr. Domenech havia chamado o discurso de um “tecido de mentiras”. Esse comentário se referia ao Discurso de posse do Sr. Biden.) No MSNBC, o âncora Brian Williams saudou o discurso como “Rooseveltiano em tamanho e escopo. ”


Vendas da GM nos EUA aumentam 4 por cento, para 642.250 unidades no primeiro trimestre de 2021

As vendas da GM aumentaram 4 por cento para 642.250 unidades durante o primeiro trimestre de 2021 no mercado dos Estados Unidos. As vendas aumentaram nas marcas Buick, Cadillac e GMC, enquanto diminuíram na Chevrolet.

“Durante o ano passado, nossos revendedores, cadeias de suprimentos e equipes de manufatura foram além para satisfazer os clientes à medida que a demanda por produtos GM aumentava drasticamente”, disse Steve Carlisle, vice-presidente executivo e presidente da GM para a América do Norte. “O grande trabalho em equipe continua. As vendas tiveram um forte início em 2021, estamos operando nossas fábricas de caminhões e SUVs em plena capacidade e planejamos recuperar a produção de carros perdidos e crossover no segundo semestre do ano, sempre que possível ”, acrescentou.

GM Sales Notes & # 8211 U.S. Q1 2021

  • As vendas totais da GM durante o primeiro trimestre de 2021 aumentaram 4 por cento para 642.250 unidades
    • A GM não forneceu nenhuma informação sobre as entregas de varejo vs. frotas, um desvio significativo e notável da forma como relatou anteriormente (em uma base mensal)
    • A GM encerrou o trimestre com 334.628 unidades em estoque, uma queda de 76.247 unidades em relação ao final do quarto trimestre de 2020
    • Os incentivos da GM como porcentagem dos preços de transação foram de 11,2 por cento durante o primeiro trimestre, de acordo com estimativas de J.D. Power PIN
    • A empresa estabeleceu um recorde no primeiro trimestre com preços médios de transação em US $ 40.353

    Vendas de marca e modelo

    Vendas Chevrolet diminuiu 1,7 por cento para 427.950 unidades:

      diminuiu 13 por cento para 19.265 unidades aumentou 53,67 por cento para 9.025 unidades diminuiu 1,34 por cento para 7.089 unidades aumentou 12,38 por cento para 24.083 unidades aumentou 73,06 por cento para 6.611 unidades diminuiu 13,93 por cento para 63.218 unidades aumentou 26,81 por cento para 16.877 unidades diminuiu 90,69 por cento para 462 unidades
    • As vendas de Silverado 1500 diminuíram 19,7 por cento para 90.705 unidades
    • As vendas de Silverado HD (2500HD, 3500HD) aumentaram 10,5 por cento para 33.999 unidades
    • As vendas de Silverado MD (4500HD, 5500HD, 6500HD) aumentaram 82,1 por cento para 1.887 unidades

    Vendas Cadillac aumentou 22,9 por cento para 37.277 unidades:

      aumentou 6.305,78 por cento para 2.627 unidades aumentou 45,8 por cento para 4.374 unidades aumentou 75,13 por cento para 9.842 unidades
      • As vendas de Escalade ESV estão incluídas neste item de linha

      Vendas de Buick aumentou 35,2 por cento para 45.784 unidades:

        aumentou 21,31 por cento para 10.617 unidades diminuiu 56,25 por cento para 6.229 unidades aumentou 608,77 por cento para 18.435 unidades aumentou 51,12 por cento para 10.476 unidades
      • O Buick Regal foi descontinuado

      Vendas GMC aumentou 10,5 por cento para 131.239 unidades:


      Lucro do setor de fundição e laminação de metais ferrosos da China aumentou 387,6% no primeiro trimestre

      O setor automotivo na China registrou um lucro bruto agregado de RMB 132,08 bilhões (US $ 20,3 bilhões) no período determinado, um aumento anual de 843,4%.

      Ao mesmo tempo, o setor de mineração e acabamento de metais ferrosos, o setor de fabricação de metal e o setor de fabricação de ferrovias, transporte marítimo, aeroespacial e outros equipamentos de transporte registraram lucros brutos respectivos de RMB 14,35 bilhões ($ 2,2 bilhões), RMB 36,6 bilhões ($ 5,6 bilhões) e RMB 10,31 bilhões (US $ 1,6 bilhão), um aumento de 780,4 por cento, um aumento de 116,7 por cento e 72,4 por cento no ano, respectivamente.

      No período de janeiro a março, o segmento geral de matérias-primas industriais viu seu lucro aumentar 4,34 vezes, 88,4 pontos percentuais mais rápido do que nos dois primeiros meses deste ano, em meio ao aumento dos preços das commodities e à melhoria contínua da demanda.


      Persistent Systems, empresa de software sediada em Pune, relatou um salto de 64,3% no lucro líquido do trimestre de março para Rs 137,75 crore com receitas mais altas.

      A empresa de médio porte postou um crescimento de 32,4 por cento no lucro líquido do AF21 para Rs 450,67 crore, devido a um aumento de 17,4 por cento nas receitas de Rs 4.187,88 crore. Durante o trimestre de março, suas receitas aumentaram para Rs 1.133 crore, o que foi atribuído por seu executivo-chefe, Sandeep Kalra, ao crescimento saudável na vertical de serviços de tecnologia.

      A empresa está confiante na sustentação da dinâmica da demanda por mais 2-3 anos, à medida que os clientes buscam se tornar digitais, disse Kalra na sexta-feira. Ele disse que a empresa tem contratado agressivamente nos últimos trimestres, devido ao aumento geral na demanda que vê, e acrescentou 1.242 funcionários no trimestre de março para elevar sua força total para 13.680 pessoas no final do AF21.

      A empresa, no entanto, se recusou a dar uma perspectiva sobre as contratações, dizendo que não compartilha nenhuma orientação sobre desempenho futuro. A empresa, que tem caixa e equivalente a mais de US $ 268 milhões em 31 de março, buscará aquisições com o objetivo de agregar habilidades e expertise de domínio nas áreas de foco, disse Kalra, deixando claro que não aceitará o inorgânico rota para aumentar seu tamanho sozinho.

      A meta de receita de US $ 1 bilhão ainda está sendo perseguida e pode até ser cumprida antes do prazo de quatro anos anunciado anteriormente, disse ele, acrescentando que as receitas do trimestre de março a tornam uma empresa de US $ 610 milhões em uma base anualizada. O conselho da empresa recomendou um dividendo de Rs 6 por ação, levando o pagamento geral a Rs 20, incluindo o dividendo provisório para o AF21.


      Sonic muda para lucro no 3T, receita aumenta

      NOVA YORK (AP) - A operadora de restaurantes drive-in Sonic Corp. disse na quarta-feira que, embora sua receita tenha caído, seu terceiro trimestre foi lucrativo, em comparação com o prejuízo do ano anterior, quando registrou uma cobrança única e pesada.

      A empresa sediada em Oklahoma City ganhou $ 14,4 milhões, ou 24 centavos por ação, no trimestre encerrado em 31 de maio. Um ano antes, ela perdeu $ 4,7 milhões, ou 8 centavos por ação, no período, incluindo uma despesa de $ 17,8 milhões para pagar a dívida antecipadamente.

      Os analistas, em média, esperavam um lucro de 22 centavos por ação no trimestre mais recente, de acordo com a FactSet.

      A receita total para o trimestre foi de $ 149,4 milhões, abaixo dos $ 152,1 milhões do ano anterior.

      A queda resultou da refranchising Sonic de 35 restaurantes de propriedade da empresa, o que significa que agora recebe royalties, aluguel e outras taxas em vez das vendas desses drive-ins. A empresa afirma que 88% de seus restaurantes são franqueados.

      Uma medida-chave de receita aumentou, no entanto. A receita trimestral dos restaurantes abertos há pelo menos um ano aumentou 2,8%. A comparação é um indicador-chave da saúde fiscal de uma rede de restaurantes porque não é distorcida por aberturas ou fechamentos recentes. O número aumentou 3,7% nos restaurantes de propriedade da empresa e 2,7% nos drive-ins franqueados.

      Custos e despesas para o trimestre caíram para $ 91,4 milhões de $ 96 milhões.

      Sete novos drive-ins franqueados foram inaugurados no trimestre, elevando o total de inaugurações até agora neste ano para 19. Outros 15 a 20 restaurantes estão programados para abrir no quarto trimestre fiscal.

      A Sonic, que começou como uma barraca de hambúrguer e root beer em 1953, tem mais de 3.500 restaurantes em 43 estados.

      Suas ações subiram 16 centavos para US $ 9,50 após o expediente após o relatório de lucros. As ações encerraram as negociações normais em US $ 9,34, alta de 17 centavos.

      China lamenta a morte do homem que salvou milhões da fome

      Futuros dos EUA ganham peso na retórica da China sobre metais: embrulho de mercados

      ATUALIZAÇÃO 1 - O Irã diz à AIEA que está estendendo o acordo de monitoramento por um mês

      Tailândia e # x27s Siam Commercial Bank lançarão aplicativo de viagens online

      Virgin Galactic compartilha salto após um voo de teste bem-sucedido

      Primeiro sinal de alerta no boom global de commodities na China

      (Bloomberg) - Um dos pilares da forte alta das commodities neste ano - a demanda chinesa - pode estar oscilando. O Pequim superou sua recuperação econômica da pandemia principalmente por meio de uma expansão no crédito e um boom de construção com auxílio estatal que sugou as matérias-primas de em todo o planeta. Já o maior consumidor do mundo, a China gastou US $ 150 bilhões em petróleo bruto, minério de ferro e minério de cobre apenas nos primeiros quatro meses de 2021. O ressurgimento da demanda e o aumento dos preços significam que são US $ 36 bilhões a mais do que no mesmo período do ano passado. Em altas recordes, as autoridades do governo chinês estão tentando moderar os preços e reduzir parte da espuma especulativa que impulsiona os mercados. Desconfiado de inflar as bolhas de ativos, o Banco Popular da China também tem restringido o fluxo de dinheiro para a economia desde o ano passado, embora gradualmente para evitar o descarrilamento do crescimento. Ao mesmo tempo, o financiamento para projetos de infraestrutura mostrou sinais de desaceleração. Os dados econômicos de abril sugerem que tanto a expansão econômica da China quanto seu impulso de crédito - novo crédito como porcentagem do PIB - podem já ter atingido o pico, colocando o rali em um base precária. O impacto mais óbvio da desalavancagem da China cairia sobre os metais vinculados aos gastos com imóveis e infraestrutura, de cobre e alumínio ao aço e seu principal ingrediente, minério de ferro. quando o crédito atinge o pico ”, disse Alison Li, co-chefe de pesquisa de metais básicos da Mysteel em Xangai. “Isso se refere ao crédito global, mas o crédito chinês responde por grande parte dele, especialmente quando se trata de infraestrutura e investimento imobiliário.” Mas o impacto da retração do crédito na China pode ter uma ondulação ampla, ameaçando a alta nos preços globais do petróleo e até mesmo os mercados de safras da China. E embora a oferta monetária mais restrita não tenha impedido que muitos metais atingissem níveis espantosos nas últimas semanas, alguns, como o cobre, já estão percebendo que os consumidores estão se esquivando dos preços mais altos. “A desaceleração do crédito terá um impacto negativo na demanda chinesa por commodities , ”Disse Hao Zhou, economista sênior de mercados emergentes do Commerzbank AG. “Até agora, os investimentos em propriedades e infraestrutura não mostraram uma desaceleração óbvia. Mas é provável que tenham tendência de queda no segundo semestre deste ano. ”Um lapso entre a retirada do crédito e o estímulo da economia e seu impacto nas compras de matéria-prima da China pode significar que os mercados ainda não atingiram o pico. No entanto, suas empresas podem, eventualmente, suavizar as importações devido às condições de crédito mais restritivas, o que significa que a direção do mercado global de commodities dependerá de quanto a recuperação nas economias, incluindo os EUA e a Europa, pode continuar a elevar os preços. Alguns setores viram uma pressão política uma expansão na capacidade, como a mudança de Pequim para aumentar as indústrias de refino de petróleo bruto e fundição de cobre do país. As compras dos materiais necessários para a produção nesses setores podem continuar a ver ganhos, embora em um ritmo mais lento. Um exemplo de compras em desaceleração provavelmente será no cobre refinado, disse Li da Mysteel. O prêmio pago pelo metal no porto de Yangshan já atingiu uma baixa de quatro anos em um sinal de queda na demanda, e as importações devem cair este ano, disse ela. Ao mesmo tempo, a alta nos preços do cobre provavelmente ainda tem alguns meses para rodar, de acordo com uma nota recente do Citigroup Inc., citando a defasagem entre o pico de crédito e o pico de demanda. De cerca de $ 9.850 a tonelada agora, o banco espera que o cobre alcance $ 12.200 em setembro. É uma dinâmica que também está acontecendo nos mercados de metais ferrosos. “Ainda estamos em uma fase inicial de aperto em termos de dinheiro chegando aos projetos”, disse Tomas Gutierrez, analista da Kallanish Commodities Ltd. “A demanda de minério de ferro reage com um atraso de vários meses até o aperto. A demanda por aço ainda está em torno de máximos recordes devido à recuperação econômica e aos investimentos em curso, mas deve recuar um pouco até o final do ano. ” Ma Wenfeng, analista da Beijing Orient Agribusiness Consultant Co. Menos dinheiro no sistema poderia suavizar os preços domésticos ao conter a especulação, o que pode, por sua vez, reduzir a pequena proporção das importações administradas por empresas privadas, disse ele. A tendência mais ampla é para o estado da China gigantes para continuar importando grãos para cobrir o déficit doméstico do país, para reabastecer as reservas do estado e para cumprir as obrigações do acordo comercial com o USSem DesastreMais amplamente, o aperto da política de Pequim não significa desastre para os touros de commodities. Por um lado, as autoridades não devem acelerar a desalavancagem a partir deste ponto, de acordo com os últimos comentários do Conselho de Estado, o gabinete da China. "A orientação interna de nosso departamento macro é que o país não vai apertar muito o crédito - eles apenas ganharam" não afrouxe ainda mais ”, disse Harry Jiang, chefe de negociação e pesquisa da Yonggang Resouces, uma trader de commodities em Xangai. “Não temos muitas preocupações sobre o aperto de crédito.” E, em qualquer caso, os mercados de matérias-primas não estão mais quase inteiramente escravizados pela demanda chinesa. “No passado, o ponto de inflexão dos preços dos metais industriais muitas vezes coincidia com os da China. ciclo de crédito ”, disse Larry Hu, economista-chefe para China do Macquarie Group Ltd. "Hu também apontou para a cautela entre os líderes da China, que provavelmente não querem arriscar-se a sufocar sua tão admirada recuperação por mudanças bruscas na política." Espero que os investimentos imobiliários da China diminuam, mas não muito ", disse ele . “O investimento em infraestrutura não mudou muito nos últimos anos, e também não mudará neste ano.” Além disso, a China tem aumentado os gastos do consumidor como uma alavanca para o crescimento, e não depende tanto de infraestrutura e investimentos imobiliários como costumava ser, disse Bruce Pang, chefe de pesquisa macro e estratégica da China Renaissance Securities Hong Kong. A interrupção do fornecimento global de commodities por causa da pandemia também é um novo fator que pode sustentar os preços, disse ele. Outras prioridades políticas, como cortar a produção de aço para fazer incursões nas promessas climáticas da China ou aumentar o fornecimento de produtos de energia, seja internamente ou por meio de compras no exterior, são outros fatores complicadores quando se trata de avaliar a demanda de importação e os preços de commodities específicas, de acordo com analistas. (Atualiza o preço do cobre no 11º parágrafo.) Mais histórias como esta estão disponíveis em bloomberg.com. Inscreva-se agora para ficar à frente com a fonte de notícias de negócios mais confiável. © 2021 Bloomberg LP

      O CEO do HSBC exclusivo diz que o Bitcoin não é para nós

      O HSBC não tem planos de lançar uma mesa de negociação de criptomoedas ou oferecer moedas digitais como investimento aos clientes, porque são muito voláteis e não têm transparência, disse seu presidente-executivo, Noel Quinn, à Reuters. A posição do maior banco da Europa & # x27s em criptomoedas surge no momento em que o maior e mais conhecido Bitcoin do mundo caiu quase 50% desde a alta do ano & # x27s, depois que a China reprimiu a mineração da moeda e o proeminente defensor Elon Musk moderou seu apoio. A postura do HSBC & # x27s também contrasta com a de bancos rivais como o Goldman Sachs, que a Reuters relatou em março ter reiniciado sua mesa de operações de criptomoeda.

      De AnúnciosColoque uma bolsa no espelho do carro ao viajar

      Brilliant Car Cleaning Hacks que os revendedores locais gostariam que você não soubesse

      Negócio de mineração de criptografia na China atingido por repressão em Pequim, bitcoin despenca

      XANGAI (Reuters) - Mineiros de criptomoedas, incluindo HashCow e BTC.TOP, suspenderam todas ou parte de suas operações na China depois que Pequim intensificou a repressão à mineração e comércio de bitcoins, martelando as moedas digitais em meio a um maior escrutínio regulatório global. Foi a primeira vez que o gabinete da China & # x27s teve como alvo a mineração de moeda virtual, um negócio considerável na segunda maior economia do mundo que, segundo algumas estimativas, responde por até 70% do suprimento global de criptografia. A bolsa de criptomoedas Huobi suspendeu na segunda-feira a mineração de criptografia e alguns serviços comerciais para novos clientes da China continental, acrescentando que, em vez disso, se concentrará em negócios no exterior.

      A dívida do cartão de crédito despencou - mas e se você ainda estiver com problemas?

      Se suas finanças estão sendo duramente afetadas pela pandemia, você pode precisar ser criativo.

      Comprar Bitcoin agora é uma ideia inteligente?

      Não é mais novidade que a queda dramática do Bitcoin na quinta-feira pesou relativamente nos sentimentos do mercado, mas Willy Woo, um importante analista de criptografia, ainda acredita que a chamada de cortina para a alta geral do Bitcoin ainda não ocorreu.

      Dono da Zara, Inditex, vai fechar todas as lojas na Venezuela, diz sócio local

      A Inditex, dona de marcas como Zara, Bershka e Pull & amp Bear, fechará todas as suas lojas na Venezuela nas próximas semanas, já que um acordo entre o varejista e seu parceiro local Phoenix World Trade foi analisado, disse um porta-voz da Phoenix World Trade. Phoenix World Trade, empresa com sede no Panamá e controlada pelo empresário venezuelano Camilo Ibrahim, assumiu a operação das lojas Inditex no país sul-americano em 2007. & quotPhoenix World Trade está reavaliando a presença comercial de suas marcas franqueadas Zara, Bershka e Pull & ampBear na Venezuela, para torná-lo consistente com o novo modelo de integração e transformação digital anunciado pela Inditex ”, disse a empresa em resposta a um pedido da Reuters.

      Secretário de comércio explica como consertar a escassez absurda de carros

      Portanto, temos escassez de automóveis e bilhões de dólares em vendas de carros perdidos, preços loucos para carros usados ​​e milhares de empregos em risco. O que diabos aconteceu? Bem, COVID, sim, mas os executivos também fizeram algumas ligações ruins. Isso mais a dependência excessiva de uma cadeia de suprimentos frágil e não baseada nos EUA.

      China se prepara para US $ 1,3 trilhão de barreira de maturidade à medida que aumenta a inadimplência

      (Bloomberg) - Mesmo pelos padrões de uma farra de crédito global recorde, a guia de títulos corporativos da China se destaca: US $ 1,3 trilhão de dívida interna a pagar nos próximos 12 meses. Isso é 30% a mais do que as empresas americanas, 63% a mais do que em toda a Europa e dinheiro suficiente para comprar a Tesla Inc. duas vezes. Além do mais, tudo está vencendo em um momento em que os mutuários chineses estão inadimplentes em dívidas onshore em um ritmo sem precedentes. A combinação tem investidores se preparando para outro trecho turbulento para o segundo maior mercado de crédito do mundo. It’s also underscoring the challenge for Chinese authorities as they work toward two conflicting goals: reducing moral hazard by allowing more defaults, and turning the domestic bond market into a more reliable source of long-term funding.While average corporate bond maturities have increased in the U.S., Europe and Japan in recent years, they’re getting shorter in China as defaults prompt investors to reduce risk. Domestic Chinese bonds issued in the first quarter had an average tenor of 3.02 years, down from 3.22 years for all of last year and on course for the shortest annual average since Fitch Ratings began compiling the data in 2016.“As credit risk increases, everyone wants to limit their exposure by investing in shorter maturities only,” said Iris Pang, chief economist for Greater China at ING Bank NV. “Issuers also want to sell shorter-dated bonds because as defaults rise, longer-dated bonds have even higher borrowing costs.”The move toward shorter maturities has coincided with a Chinese government campaign to instill more discipline in local credit markets, which have long been underpinned by implicit state guarantees. Investors are increasingly rethinking the widely held assumption that authorities will backstop big borrowers amid a string of missed payments by state-owned companies and a selloff in bonds issued by China Huarong Asset Management Co.The country’s onshore defaults have swelled from negligible levels in 2016 to exceed 100 billion yuan ($15.5 billion) for four straight years. That milestone was reached again last month, putting defaults on track for another record annual high.The resulting preference for shorter-dated bonds has exacerbated one of China’s structural challenges: a dearth of long-term institutional money. Even before authorities began allowing more defaults, short-term investments including banks’ wealth management products played an outsized role.Social security funds and insurance firms are the main providers of long-term funding in China, but their presence in the bond market is limited, said Wu Zhaoyin, chief strategist at AVIC Trust Co., a financial firm. “It’s difficult to sell long-dated bonds in China because there is a lack of long-term capital,” Wu said.Chinese authorities have been taking steps to attract long-term investors, including foreign pension funds and university endowments. The government has in recent years scrapped some investment quotas and dismantled foreign ownership limits for life insurers, brokerages and fund managers.But even if those efforts gain traction, it’s not clear Chinese companies will embrace longer maturities. Many prefer selling short-dated bonds because they lack long-term capital management plans, according to Shen Meng, director at Chanson & Co., a Beijing-based boutique investment bank. That applies even for state-owned enterprises, whose senior managers typically get reshuffled by the government every three to five years, Shen said.The upshot is that China’s domestic credit market faces a near constant cycle of refinancing and repayment risk, which threatens to exacerbate volatility as defaults rise. A similar dynamic is also playing out in the offshore market, where maturities total $167 billion over the next 12 months.For ING’s Pang, the cycle is unlikely to change anytime soon. “It may last for another decade in China,” she said.More stories like this are available on bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2021 Bloomberg L.P.

      Hong Kong Exchange’s New CEO Is Put on Cleanup Duty

      (Bloomberg) -- The veteran JPMorgan Chase & Co. banker who’s taking the helm at Hong Kong’s exchange has been put on cleanup duty.Chairman Laura Cha has handed Nicolas Aguzin, who takes charge Monday, the task of reviewing the exchange’s practices after a bribery scandal and censure from the regulator, according to people familiar with the matter. The 52-year-old former head of JPMorgan’s international private bank is seen by Cha as having the experience to force a cultural shake-up given his background at a heavily regulated bank, said the people, asking to remain anonymous discussing sensitive issues.Aguzin takes over as the bourse is delivering record earnings. His predecessor, Charles Li, oversaw a doubling of revenue during his decade in charge through acquisitions, loosened listing rules and, most importantly, trading links with mainland China. The easier oversight allowed the listing of Chinese technology giants such as Alibaba Group Holding Ltd. and positioned it as the exchange-of-choice for mainland firms amid tensions with the U.S.But there has also been criticism that investor protections were sacrificed to win business. Over the past years, there has been a steady stream of flareups between the bourse and the regulator over IPO quality, the proliferation of shell companies and whether to allow dual class shares.“The HKEX has done a great job in market development, and has introduced measures to improve investor protection,” Sally Wong, CEO of Hong Kong Investment Funds Association, said in an email. “But it seems that issuers’ voices tend to prevail over that of the investors. We very much look forward to working with the new CEO to see how to strike a more appropriate balance to better safeguard investor interests.”Spokespeople for the exchange and the Securities and Futures Commission as well as Aguzin declined to comment.In a review released last year after the former IPO vetting co-head was arrested for bribery, the SFC discovered “numerous ambiguities” in the Chinese Wall between its listing and business divisions. Other issues highlighted last year include keeping track of share options and following up on complaints on withdrawn IPO applications.Cha had begun to tighten internal checks and balances for senior managers toward the end of Li’s tenure as well as assert more board control over hiring, people familiar have said. The exchange has halted the interactions between its listing and business units, according to the SFC review. Last week, in a joint statement with the SFC, the bourse vowed to better police its frothy IPO market, citing concerns about companies inflating their values, market manipulation and unusually high underwriting fees.Aguzin is expected by the board to prioritize the exchange’s role as a regulator alongside its growth ambitions, people familiar said.David Webb, a former HKEX director, investor and corporate governance activist, is skeptical the bourse will institute any meaningful reforms. “HKEX has, with government approval, lowered its standards to attract business, for example, by listing second-class shares with weak voting rights,” he said in an email. “It shows no sign of raising them again.”Investors have also urged the exchange to set rules requiring company boards to have a lead outside board member or an independent chair, according to Wong. “But it seems that the HKEX is not ready to even bring them up for market consultation.”The government is on board with Aguzin’s appointment, which comes at a fraught time after Beijing has tightened its grip on the city, raising questions about its continued status as an international financial hub.Secretary for Financial Services and the Treasury Christopher Hui said the three-tiered regulatory system comprising his department, the SFC and HKEX has worked well. Aguzin’s appointment embodies the city’s openness and its role as a gateway between China and the world, he said. “This is exactly what we will pursue.”Further deepening connections to China is seen as key to growth for the bourse, which also faces stiffer competition from mainland exchanges as China opens its financial markets.While Aguzin has worked in Asia for the past decade -- also serving as JPMorgan’s CEO of Asia Pacific from 2013 to 2020 -- he will be the first non-Chinese CEO of a bourse that often needs to deal with Beijing.Cha is well connected in China, having served as vice chairman of China Securities Regulatory Commission. She has signaled that she sees the bourse’s role as serving Beijing’s interests and avoiding competition with the mainland, a person said familiar with the matter said last year.The push toward the mainland is not all welcome in China. Expanding the link to include several benchmark stocks has proved difficult, with one sticking point being whether to include shares like Alibaba Group, which are dual listed and with weighted voting rights.Even so, Cha said at the time of the appointment that Aguzin’s remit will include further strengthening the link to the mainland.Another board member, Fred Hu, said in an interview that “Aguzin is well positioned to take HKEX into the future, to further deepen the connectivity with China but also connectivity with the rest of the world.”More stories like this are available on bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2021 Bloomberg L.P.

      Ex-Trump Official at Binance.US Faces Uproar Over Firm’s Sibling

      (Bloomberg) -- The first challenge for the new chief executive officer of Binance.US: combat the perception that his company is simply a stand-in for a sister crypto firm that’s under investigation by U.S. authorities.Brian Brooks, a controversial former banking regulator under President Donald Trump, is embarking on a campaign to reassure regulators and others that his company is focused on complying with regulations and is independent from its namesake, Binance Holdings Ltd. The world’s largest cryptocurrency exchange, Binance Holdings is under investigation by the Justice Department and the Internal Revenue Service, among other U.S. enforcers, Bloomberg News has reported.U.S. officials have long been concerned that criminals are using crypto exchanges to conceal illicit transactions, and that customers on those platforms are evading taxes on their trading profits.San Francisco-based Binance.US, which is small but one of the country’s fastest-growing cryptocurrency exchanges, is under attack by rivals who are all too eager to link the U.S. company to its embattled namesake. A study by blockchain analysis company Chainalysis Inc. concluded that Binance Holdings handled more transactions tied to illicit finance than any other exchange.“The challenge ahead of me is to get in front of the regulators and explain to them that we have an approach. It’s a heavily compliance-focused approach,” Brooks said in an interview. He’s planning in coming months to meet with the Commodity Futures Trading Commission and Securities and Exchange Commission, among other regulators. “We are not an alter-ego of Binance,” said Brooks, who most recently served as acting head of the Office of the Comptroller of the Currency at the Treasury Department.He generated controversy during his tenure at the OCC over a rule that would have prohibited banks from withholding loans to industries like gun makers. He finalized the measure on his last day, a move that drew plaudits from Republicans and opposition from Democrats, consumer groups and banks. The Biden administration quickly stopped the new rule from taking effect.To continue its exponential growth, Binance.US will need to ensure that U.S. regulators don’t restrict it because of issues with Binance Holdings. A separate company, the U.S. firm is permitted to do business in 43 states, the largest exceptions being New York and Texas. In addition to securing those remaining licenses, Binance.US executives hope to one day persuade regulators to allow crypto-tied derivatives in the U.S., the business line that turned Binance Holdings into the behemoth it is today. All of those goals could become more difficult if regulators crack down.Though Brooks says Binance.US and Binance Holdings work at arm’s length, Binance.US’s majority shareholder is Changpeng Zhao, who founded Binance Holdings in China in 2017. The son of Chinese educators who emigrated to Canada, he got his start as an intern in Japan writing software for trading platforms.A spokeswoman for Binance Holdings said the company takes its legal obligations seriously but doesn’t comment on specific matters or inquiries.Zhao has said Binance Holdings is working with regulators around the world and continues to improve its compliance.Binance Holdings allows investors to trade cryptocurrencies that aren’t available on other exchanges. It also allows trading of derivatives, which investors can use to magnify their bets with leverage. Those features help explain why trading volume on Binance Holdings’ main exchange has quickly surpassed that of its rivals, like San Francisco-based Coinbase Global Inc.Binance Holdings processed more than $50 billion in crypto trading in the 24 hours ending at 2 p.m. ET on Friday, compared to more than $8.8 billion for Coinbase, according to Coinmarketcap.com, an industry website.Binance Holdings also processed more than $95 billion in derivatives, which investors outside the U.S. can use. Many exchanges, including Coinbase, don’t offer derivatives because they’re not approved to do so by U.S. regulators.By comparison, Binance.US handled about $1.9 billion in cryptocurrency transactions during that period, according to Coinmarketcap.com.Brooks said that Binance.US operates independently of Binance.com, which is Binance Holdings’ exchange, and that the U.S.-based exchange merely licenses the Binance name and some of its technology for a fee.Coinbase’s ProtestBinance.US’s attempts to keep its image intact in Washington, which precede Brooks, have already come under attack.Last year, its chief U.S. rival, Coinbase, quit industry trade group Blockchain Association in protest after Binance.US was allowed to join. A Coinbase executive wrote in a resignation letter that “recent weeks have demonstrated to us that the Blockchain Association is not interested in the membership criteria we had worked to establish to underpin the mission of this organization.”Before its $86 billion public stock listing, Coinbase said in a filing with the SEC that it competes with companies that “have varying degrees of regulatory adherence, such as Binance.”Brooks, who before becoming the acting head of the OCC was Coinbase’s chief legal officer, said he was concerned about rivals casting aspersions on Binance.US.“I wish that weren’t the way the world worked. It obviously is,” Brooks said. He said Binance.US plans to soon triple the number of employees in its regulatory, legal and compliance teams and that the company has joined several trade associations to help press the crypto industry’s interests with regulators.Other exchanges have faced their own regulatory issues. The CFTC fined Coinbase $6.5 million in March for giving investors misleading information about its exchange’s trading volume.Last month, Coinbase and three other companies started a new trade association, called the Crypto Council for Innovation. Many cryptocurrency executives see it as a rival to the Blockchain Association, which Coinbase viewed as being tainted by Binance’s membership. A CCI representative said the group’s formation was unrelated to the disagreement with the Blockchain Association.Questions about the relationship between Binance Holdings and Binance.US aren’t limited to lobbying circles. Lawmakers and some regulators ask about Binance in meetings and seem confused about Binance Holdings’ involvement in the U.S. business, which country’s regulators watch over it and even where Binance Holdings is headquartered, according to two lobbyists for cryptocurrency firms. A Binance.US spokeswoman said the company hasn’t run into such confusion itself.Nomadic ExistenceZhao has adopted a nomadic existence for himself and his company. When the Chinese government cracked down on cryptocurrency exchanges, Binance Holdings moved its operations and has claimed a presence in Japan, Malta and Singapore, among other locations.Last year, Zhao disavowed that the company had a home base at all, saying that the headquarters was wherever he happened to be. In legal filings, the company’s lawyers say that it’s incorporated in the Cayman Islands, which is well-known for being an offshore tax and regulatory haven.Initially, U.S.-based investors could have accounts on Binance.com even though some of the exchange’s practices were prohibited in the U.S. In 2019, Binance limited access for U.S. investors, and said it had entered into a partnership with BAM Trading Services Inc., a Delaware corporation, to launch Binance.US.BAM was incorporated in February 2019, according to public filings, and initially listed Zhao as its sole director. Now the filings show three directors: Zhao, Binance Holdings’ Chief Financial Officer Wei Zhou and former BAM CEO Catherine Coley. A spokeswoman for Binance.US said that’s no longer the current composition of the board but declined to say how it has changed.Brooks said Zhao recruited him to the job and gave him complete management control. He said he and Zhao have a good rapport and that BAM plans to bring in more investors and expand its board.“I wasn’t going to come here and lend a credential for a company that’s really managed somewhere else,” said Brooks.Zhao worked at Bloomberg LP, the parent company of Bloomberg News, from 2002 to 2005 in a division that develops trading technology and analytics.Despite their fast growth, neither Binance.US nor Binance Holdings has built a large Washington presence, in contrast to some of their competitors.Binance Holdings recently tapped former Senator Max Baucus, a Montana Democrat, for policy advice and to connect the company with regulators and lawmakers. Neither Binance Holdings nor its U.S. counterpart have any registered lobbyists. Coinbase, by comparison, had two firms with nine lobbyists representing it as of last quarter.Brooks said he hasn’t decided whether Binance.US will hire its own lobbyists but will handle much of the outreach to lawmakers and regulators himself with other Binance.US executives.More stories like this are available on bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2021 Bloomberg L.P.

      Singapore clears LSE deal for Refinitiv after FX pledge

      Singapore's competition authority has approved the London Stock Exchange Group's $27 billion acquisition of data and analytics company Refinitiv provided the bourse continues to offer certain foreign exchange benchmarks to rivals. The Competition and Consumer Commission of Singapore (CCCS)gave the conditional approval after examining whether the deal, which transforms the 300 year old bourse into a one-stop shop for data, trading and analytics, threatened competition in the currency market. The LSE has committed to making Refinitiv's WM/Reuters foreign exchange benchmarks available to existing and future customers to provide index licencing services or clearing services in Singapore, CCCS said in a statement, adding that the commitment, effective from Monday, was for 10 years.

      Samsung BioLogics shares ease after jumping on vaccine deal

      SEOUL (Reuters) -Samsung BioLogics' shares ended lower on Monday, after rising as much as 5.2% on the South Korean contract drug maker's deal to make Moderna's COVID-19 vaccine, one of four such contracts announced in the country. It was also unclear if the Moderna deal would mean faster access to more doses for South Korea, which has managed to give just 7.4% of its 52 million population at least one dose due to supply snags. U.S. vaccine maker Novavax also reaffirmed its partnership with South Korean firm SK bioscience Co Ltd to expand vaccine production.

      Bitcoin, Ether Now Down 50% From Last Month’s ATHs as Rout Resumes

      Even if Huobi is the specific catalyst for today's plunge, it's just the latest negative news in the sector that has been battered in the last few weeks.

      Lim family's global assets on radar after Singapore court move

      SINGAPORE (Reuters) -A Singapore court has approved a freeze on up to $3.5 billion of assets of the family behind collapsed Hin Leong Trading Pte Ltd, boosting the prospect of debt recovery from the former oil trading empire that counts some of the world's biggest banks among its creditors. Hin Leong was wound up in March after failing in a year-long effort to restructure more than $3 billion in debts after the COVID-19-led oil crash laid bare huge losses. Founder Lim Oon Kuin admitted in a court document last year to directing the company not to disclose hundreds of millions of dollars in losses over several years.

      Bubble Risks Test China’s Commitment to No Sharp Turn in Policy

      (Bloomberg) -- Despite Beijing’s best efforts, asset bubbles are forming in China.Home prices are soaring, prompting officials to revive the idea of a national property tax. A surge in raw material prices spurred pledges to increase domestic supply, toughen market oversight, and crack down on speculation and hoarding.The rapid gains are challenging the central bank’s ability to restrain inflation without hiking borrowing costs or making a sharp turn in monetary policy -- something the People’s Bank of China has said it will avoid. The risk is the government’s attempts to curb price increases won’t be enough, forcing the central bank’s hand at a vulnerable time for domestic consumption.That would be a shock to the nation’s financial markets, which are pricing in a relatively benign scenario. The 10-year government bond yield has fallen to the lowest level in eight months, while the stock benchmark CSI 300 Index is the least volatile since January. The calm contrasts with the rest of the world, where investors are becoming increasingly obsessed with how central banks may react to the threat of an overheating global economy.“How to mitigate the boom in property and commodities without tightening macro policy -- it’s a real challenge for the Chinese government,” said Zhou Hao, an economist at Commerzbank AG in Singapore.More than 15 months after the pandemic first forced China to cut rates and inject trillions of yuan into the financial system, policy makers in Beijing are -- like many others across the world -- dealing with the aftermath. As the global economic recovery accelerates, some are being forced to act because of inflation: Brazil in March became the first Group of 20 nation to lift borrowing costs, with Turkey and Russia following suit. Even Iceland hiked a short-term rate in May.Others, like the Federal Reserve and the European Central Bank, have insisted spikes in prices are only temporary. The PBOC also downplayed inflation worries in its first-quarter monetary report, published shortly after data showed factory prices surged 6.8% in April -- the fastest pace since 2017.What Bloomberg Economists Say. “It will be a challenge for China to contain rising producer prices because few commodities are priced within the country. There’s not much China can do, and even tightening monetary policy will not be able to change the situation,” said David Qu, China economist at Bloomberg Economics.-- Bloomberg Terminal subscribers can access more insight HEREWhile the rapid increase in commodity prices moderated in recent days, a continuation of gains could pressure companies to pass on rising costs to consumers, who are already spending less than expected. Analysts at Huachuang Securities Co. said in a May 9 report that prices of consumer goods, like home appliances and furniture, as well as electric vehicles and food, are rising. Still, there’s little evidence of demand-driven pressures, with core inflation, which strips out volatile food and energy costs, fairly subdued.The threat of inflation -- coupled with a fragile economy -- tends to be bad news for stocks because of how it erodes corporate profits, and for bonds it reduces the value of future cash flows. Accelerating prices walloped China’s bond market in 2019, and contributed to a steep selloff in stocks in early 2016.In a sign of how seriously that threat is being taken, China’s cabinet said Wednesday more effort needs to be taken to tackle rising commodity prices. A PBOC official said China should allow the yuan to appreciate to offset the impact of rising import prices, according to an article published Friday. The currency is trading near an almost three-year high against the dollar.Imported inflation is a headache for China’s leaders already dealing with risks caused by a surge in capital inflows. In recent years Beijing opened investment channels to allow more funds into its financial system. The goal was to use foreign institutions’ heft to anchor its markets and stabilize its currency, but the record liquidity unleashed by global central banks in the wake of the pandemic is now pressuring prices in China.That’s prompted some strong language from senior officials. Top securities regulator Yi Huiman said in March large flows of “hot money” into China must be strictly controlled. The same month, banking regulator Guo Shuqing said he was “very worried” that asset bubbles in overseas markets would burst soon, posing a risk to the global economy.Deciding whether recent spikes in prices are temporary or a permanent shift toward sustained inflation is something Chinese policy makers have to grapple with. For now, Beijing’s current approach of jawboning, boosting supply and penalizing speculation appears to be targeted at the former.“It’s still too early to tell if China can contain the surge in producer prices, and if it can’t, whether that will have large-scale impact on consumer prices,” said Raymond Yeung, chief economist for Greater China at Australia and New Zealand Banking Group Ltd. “This inflation is largely imported -- it’s not something that can be solved by the PBOC.”More stories like this are available on bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2021 Bloomberg L.P.

      Dollar stuck near 3-month lows, bitcoin struggles

      The dollar was pinned near three-month lows against a basket of major currencies on Monday, as bets on a robust global economic recovery continued to support currencies seen as riskier. The greenback, seen as a safe haven trade, has steadily retreated over the past two months as optimism has built about the global economic outlook. Currency analysts were already looking ahead to key U.S. personal consumption and inflation figures due Friday for any warning signs that U.S. inflation could be gathering pace and putting pressure on the Federal Reserve to taper policy.

      Bitcoin down almost 50% from year's high

      Bitcoin fell to $32,601 at 1800 GMT (2 p.m. ET), losing $4,899.54 from its previous close. Bitcoin markets operate 24/7, setting the stage for price swings at unpredictable hours. "Many point to bitcoin's volatility as untenable," wrote RBC Capital Markets' Amy Wu Silverman in a research note published on Saturday.

      Bitcoin prices tumble 50% from peak and Mark Cuban calls the crypto crash the ‘great unwind’

      Bitcoin prices on Sunday midday are in free fall anew, with the world's No.1 crypto spiraling down more than 50% from a peak in around the middle of April, amid another bout of turbulence in the digital-asset sector.


      BMW profit rises 5% in 2017 on SUV demand

      FRANKFURT -- BMW Group expects record sales this year as it relatado a 5.3 percent rise in 2017 operating profit on surging demand for high-margin SUVs, helping to offset higher research spending.

      Full-year earnings before interest and tax (EBIT) rose to 9.88 billion euros ($12.23 billion), BMW said on Thursday, helping the operating margin in its automotive division to remain at 8.9 percent, compared with a year earlier.

      BMW released earnings ahead of its scheduled annual results press conference on March 21. The automaker said it would propose a dividend of 4 euros per common share.

      Research and development expenditure rose by 18 percent last year to 6.1 billion euros, as the company invests in electric and autonomous vehicle technologies.

      The BMW brand reported car sales of 2.09 million vehicles last year but rival Mercedes-Benz saw higher sales of 2.29 million passenger cars.

      Overall automotive sales, including the Mini and Rolls-Royce brands, rose 4.1 percent to 2.46 million vehicles, BMW said.

      Deliveries of electric and hybrid vehicles jumped by 66 percent to 103,080 units.

      BMW intends to increase the sales volume of electrified vehicles to at least 140,000 units in 2018 and bring more than half a million electrified vehicles on to the roads by the end of 2019, the company said.


      Assista o vídeo: BIDI3, BIDI4 E BIDI11 FOCO TOTAL. ABERTURA DO MERCADO 230719