Novas receitas

Salada de batata com iogurte

Salada de batata com iogurte


Receita de salada de batata com iogurte de 28-05-2008 [Atualizado em 27-08-2018]

Esta salada de batata com iogurte e pepino é preparada pela minha tia sueca, na minha casa enlouquecemos, agora que finalmente tenho a receita posso oferecer a vocês. Não se assuste com os ingredientes talvez um pouco incomuns ... é realmente uma receita fresca e deliciosa. Costumo fazer uma clássica salada de batata, com tomate, alface, milho e atum, mas essa é uma grande variação que entrou no nosso cardápio de verão, experimente e me avise :)

Método

Como fazer salada de batata com iogurte

Ferva as batatas em bastante água.

Depois de esfriar, descasque as batatas e corte-as em pedaços pequenos.

Retire o excesso de sal das alcaparras, escorra os pepinos e coloque-os em um prato e pique grosseiramente.

Numa tigela, prepare o molho, junte o iogurte, a maionese, as natas, as alcaparras com pepinos picados e misture bem.

Disponha as batatas em uma travessa. Em seguida, despeje o molho de iogurte sobre as batatas.


Coloque a salada de batata iogurte na geladeira por uma hora antes de servir.


Receitas culinárias

Salada de Frango com Molho de Iogurte Grego - La Scimmia Cruda
22 de junho de 2010. Colaboro com: os melhores blogs! (receitas culinárias). por outro lado, porém, acrescentei um molho ao iogurte grego desnatado .. na minha opinião. .info / 2010/06/22 / salada de frango com molho de iogurte grego / Para ler tudo. detalhes

Receita de salada de brócolis e avelã com molho de iogurte.
Salada de brócolis e avelã com molho de iogurte: descubra a receita no canal. descascado e deixado inteiro, adicione os brócolis e cozinhe por 7 minutos. É um molho típico da cozinha regional piemontesa. detalhes

Receitas culinárias: segundo prato de peixe - camarões com molho de iogurte
15 de setembro de 2010. Tártaro de salmão marinado com molho de iogurte e salada. Receitas de Páscoa: Croquetes de Salmão e Receita de Camarão para preparar. detalhes

Kofta com molho de iogurte e salada grega. & # 171 Comendo? Naquela .
15 de abril de 2010. Siga-me, vou te mostrar muitas iguarias da culinária siciliana e não! . Para o molho de iogurte: um pote de iogurte grego. A salada grega foi ideia minha, pois encontrei a receita original na rede. detalhes

Pesquisar Receitas com Molho de Iogurte Grego - GialloZafferano.it
Foram encontradas 338 receitas em: Molho de iogurte grego. A salada de batata com iogurte e cebolinha é um acompanhamento delicado e delicioso. da cozinha grega, é um prato muito simples de preparar à base de iogurte e pepino. . detalhes

Altopalato - Salada de maçã com molho de iogurte
Os segredos para o preparo correto de massas e middot Cozinha clássica. Receitas do Altopalato arrow Salada de maçã com molho de iogurte. Ingredientes para 4 pessoas: 2 maçãs verdes Granny-Smith 1 coração de aipo 100 g de iogurte. detalhes


Receitas culinárias

Ingredientes: 250 g de alface romana, um dente de alho, 4 anchovas, 40 g de parmesão, 120 g de pão, 50 g de iogurte grego, 10 g de vinagre branco, 10 g de mostarda delicada, sal.

Preparação: DEIXE a alface romana em LEAF, lave, seque e corte as folhas em tiras com cerca de 2 dedos de largura. REDUZA o parmesão em flocos de espinha e lave as anchovas e corte-as em pedaços pequenos. Corte o pão, esfregue com o dente de alho, corte em cubinhos e leve ao forno na grelha. DILUIR o iogurte com o vinagre, a mostarda e uma pitada de sal em uma tigela, misture a salada, as anchovas e o parmesão em uma tigela, tempere com o molho preparado. Só no final adicione os croutons.

Salada de batata e cenoura com iogurte: para um brunch de todos.
Descasque a alface, reserve as folhas mais verdes e corte as restantes a. Hoje chegamos ao terceiro encontro com as receitas dedicadas às saladas de batata e ao. Saladas de batata, Parte I: Salada com batatas e feijão verde com pesto. O bolo de chocolate perfeito e os ratos de cozinha parisienses. detalhes

& # 187 Light Chicken Salad - Receita Light Chicken Salad.
12 de junho de 2010. Enquanto isso, prepare o molho de iogurte misturando o iogurte com o. Essa receita é excelente! mas gostaria de saber: que tipo de iogurte você tem. na cozinha, então finalmente me decidi e vou convidá-los em um domingo. Sirva em tigelas de salada de frutas forradas com uma ou duas folhas de alface. . detalhes

RECEITAS DE COZINHA: SALADAS FRIAS
100 de salada de pasqualina cortada, um monte de rúcula selvagem ,. Cubra-os com um molho de iogurte, adicione o vinagre de maçã. detalhes

Receita de Salada de Iogurte com Salmão e Camarão - As Receitas.
Salada de iogurte com salmão e camarão. A marca de iogurte grego mais comercializada e facilmente disponível em muitos supermercados é a. detalhes

Como fazer salada de frutas de iogurte - receita | Saperlo.it
10 de fevereiro de 2010. A salada de frutas com iogurte é uma das especialidades de pastelaria mais populares do mercado. 1 cabeça de alface 2 toranjas rosa 1 cacho de uvas brancas. Publicado em: Comendo e Bebendo & # 187 Culinária e Receitas. detalhes

Salada de Frango com Iogurte: A receita para fazer salada.
Salada de frango com iogurte: a receita, ingredientes e dicas de preparo. Arrume uma cama de folhas de alface na bandeja de servir. detalhes

Salada de Alface Iceberg | comida vegetariana.
Ingredientes da salada de alface iceberg. Alface-americana: 300-500 gr. Azeite. O iogurte desnatado pode ser prejudicial. detalhes

receita de salada de abobrinha crua com iogurte - As receitas de.
As receitas do Buonissimo! - Aperitivos - Salada de abobrinha crua com iogurte - Buonissimo Web Magazine: receitas culinárias, gastronomia, dicas de culinária. detalhes

SALADA. QUASE CAESAR: DO DOCE AO SALGADO
24 de maio de 2010. A cozinha em cores - Coleção de receitas culinárias. adicione a mistura de alface e peito de frango. e molho de iogurte. . detalhes


Índice

A salada de batata com iogurte é uma receita muito simples de preparar, que leva pouco tempo e, portanto, está pronta para satisfazer todos os paladares. Pode ser preparado com antecedência, o importante é não adicionar o Molho à Base de Iogurte, mas deixe-o de lado, dando aos comensais a oportunidade de escolher a melhor forma de apreciá-lo. Com certeza a adição do molho torna a salada ainda mais saborosa e fresca, permitindo que você traga à mesa um prato rico e saboroso, com um despesa mínima e muito pouco tempo. Resumindo, uma daquelas receitas que sempre dão um rendimento máximo. A salada é preparada de forma clássica, com a batatas cozidas, mas diferente de um salada de batata simples, acrescenta-se a salsicha cortada em rodelas e tostada na frigideira.

Você já baixou meu ebook mais recente?
Não espere, faça isso agora.
Você pode continuar lendo a receita mais tarde!


Preparação de salada de batata iogurte

Para fazer esta receita deliciosa, primeiro lave e descasque as batatas com cuidado, corte-as em pedaços e ferva-as numa frigideira com água ligeiramente salgada, quando forem furadas com um garfo ficarão prontas, demorará cerca de 15 minutos.

Em uma panela separada, escalde também as cenouras, depois de descascadas em pedacinhos e enxaguadas, junto com a abobrinha picada e as ervilhas congeladas, cozinhe todas juntas por 15 minutos, em seguida, doure-as em uma panela junto com as batatas prontas e escorridas bem, com um pouco de azeite virgem extra e cebola picadinha, durante 5 minutos.

Escorra os grãos pré-cozinhados e coloque-os em uma tigela grande, despeje os legumes prontos dentro e deixe esfriar, adicione as ervas aromáticas, uma pitada de pimenta e sal se necessário, um pouco de azeite de oliva extra virgem, o presunto cozido em cubos e os ovos cozidos reduzidos a purê, misture bem. Por fim, acrescente o iogurte grego à salada de legumes e mexa até obter uma mistura homogênea, divida em porções e sirva. Desfrute de sua refeição.

Para ficar por dentro das novidades, receitas e muito mais, continue nos seguindo em nossos perfis o Facebook E Instagram. Se, por outro lado, você quiser dar uma olhada em todos os nossos RECEITAS DE VÍDEO você pode visitar nosso canal YouTube.


Comece a preparar sua salada de iogurte espremendo o limão e filtrando-o. Misture o Iogurte Gordo com o óleo e o suco de limão, para que o óleo não fique na superfície. Tempere com sal, pimenta e salsa picada. Mantenha o molho de iogurte na geladeira até que esteja pronto para usá-lo.

Agora prepare a salada fervendo as batatas descascadas em bastante água por 20 minutos. Enquanto isso, lave a alface e quebre as folhas em uma tigela grande.

Descasque as cenouras, lave-as e corte-as em rodelas finas e junte-as à alface.

Enxágue o milho e adicione ao restante junto com os tomates cereja lavados e fatiados.

Agora retire o molho de iogurte e despeje sobre a salada e misture.


Preparação

Preparar Salada de batata l & rsquo com iogurte dvocê deve primeiro ferver as batatas em abundância água, sem retirar a casca e depois deixe esfriar. vocêDepois de frio, descasque as batatas e uma corte-os em cubos. Coloque-os em uma tigela e prossiga para a preparação dos outros componentes de nossa salada Batatas no iogurte.

Pegue primeiro as alcaparras e retire o excesso de sal, depois coloque os pepinos para escorrer e coloque os dois em um prato onde vai servir O iogurte.

Passe a maionese e as natas sobre as batatas e misture tudo.

Pique a mistura feita de iogurte, alcaparras e pepinos e adicione à mistura com as batatas. Tempere com sal e deixe o seu descansar Salada de batata com iogurte na geladeira.

Salada de Batata com Iogurte deve ser deixado pelo menos uma hora na geladeira antes de servir.


Salada de batata com molho de iogurte e cebolinha

Para fazer salada de batata com molho de iogurte e cebolinha, encha uma panela com água e leve ao fogo. Corte as batatas em cubos e, quando a água ferver, escalde-as.

Em uma tigela, prepare o molho de iogurte colocando 2/3 de iogurte desnatado e 1/3 de maionese e misture bem rápido.

Lave a cebolinha e corte em pedacinhos, depois coloque na tigela com o molho de iogurte, mexendo bem. Adicione um pouco de pimenta e continue mexendo.

Quando as batatas estiverem cozidas, com o auxílio de uma peneira, coloque-as em uma tigela e deixe esfriar até a temperatura ambiente.

Depois que as batatas esfriarem, acrescente o molho de iogurte e a cebolinha e frite tudo bem. Deixe as batatas descansar na geladeira por cerca de 1 hora

Sirva como aperitivo, servindo a salada de batata em um prato retangular, enfeitando com alguns raminhos de cebolinha.

  • Marcação:
  • receita fácil
  • batatas
  • salada
  • cebolinha
  • Receitas do chef
  • iogurte
  • receita com batatas
  • receitas com batatas
  • receita econômica
  • iniciante
  • Batata veneziana

Aprenda passo a passo com os cursos ministrados pelos chefs Saporie

Pequenas dicas sobre onde saborear arte

É uma ferramenta de aço utilizada para afiar a lâmina de facas de cozinha e assim mantê-las em perfeitas condições.

EU'ágar ágar é um polissacarídeo de origem natural e é usado na cozinha como um agente de gelificação. É obtido a partir do processamento de algas vermelhas. Agar agar tem um efeito saciante e diurético e pode ser consumido por meio de alimentos ou dissolvido em água para regular o intestino e absorver baixo teor de gordura e açúcar.

Considerado um cereal do ponto de vista botânico, oAmaranto, um grão de origem antiga, na verdade pertence à família Amarantaceae e é uma alternativa válida para quem é intolerante ao glúten.

De sabor agradável e adocicado, com notas de avelã, é um acomida nutritiva e saudável, baixo teor de sódio e rico em proteínas e fibras. Ideal para quem quer evitar ou controlar o ganho de peso. Na cozinha é particularmente adequado se combinado com cereais como trigo e espelta. Também usado para o preparação de sopas, croquetes, pudins doces ou salgados e barras energéticas.

Utensílio de cozinha geralmente feito de aço útil para aplainar e alargar as fatias de carne, para quebrar as fibras mais duras da carne. É uma espécie de martelo mas com um fundo mais largo, mais pesado e ligeiramente convexo, para não estragar as fatias com o rebordo.

Prato típico piemontês que tem como elemento principal uma carne muito saborosa: o prate Fassone piemontês. Battuta di Fassone é um tártaro de carne de Fassone piemontesa, uma raça indígena de gado que se distingue da massa muscular hipertrófica.

É uma sobremesa, geralmente à base de natas, pasta de iogurte e natas batidas, que costuma ser adicionada, de preferência fria, no final do processo de preparação. O creme bávaro pode ser oferecido em diferentes variações: sabor baunilha, chocolate preto e branco, frutas vermelhas, café, limão, laranja, morango.

Na panificação chama-se biga, a primeira massa obtida com farinha, água e fermento. O biga deve ser deixado a crescer durante um número variável de horas, dependendo do tipo de produto fermentado a ser obtido. Somente após uma primeira fermentação, os demais ingredientes serão adicionados à carruagem para o preparo do produto final.

O brioche é um bolo fermentado, assado no forno e recheado a gosto, em forma de lua crescente retangular ou mesmo redonda.
Os ingredientes principais são farinha, ovos, manteiga e fermento. Para o recheio, os cremes mais utilizados são geleia, creme, mel, chocolate, tanto branco, leite ou escuro.
O termo brioche é usado no norte da Itália para indicar o croissant, que no centro e no sul é chamado de cornetto.

Tipo de corte que permite obter uma picada ideal para saltear, à base de aipo, cenoura e cebola. O corte brunoise consiste em fazer cubos de cerca de 2-3 milímetros.

A manteiga clarificada é uma gordura animal utilizada na culinária obtida pela remoção, por meio de procedimentos físicos e mecânicos, da água e das proteínas do leite ligadas à caseína, restando apenas a parte gordurosa.

O caccavelle são um tipo particular de massa típica da província de Nápoles e, com um diâmetro de 9 cm e uma altura de 6 cm, são as maiores massas do mundo. Graças ao seu formato, o caccavelle pode ser recheado de diversas formas, criando pratos realmente saborosos.

Forma particular de massa muito semelhante a anéis de lula.

O íman é um peixe de lago, com uma conformação semelhante à do robalo, nasce e reproduz-se no mar, mas depois vive em águas doces. É um peixe de tamanho médio (300-500 gr), normalmente com 20 a 40 cm de comprimento. Seu habitat natural é o lago de Fondi, que se conecta ao Mar Tirreno, onde de fato se reproduz. O íman é cinzento prateado com finas bandas caudais mais escuras, é muito utilizado na cozinha visto que se presta a muitos tipos de preparações.

Molusco bivalve particular que também é comido cru.

O capão é um galo que é castrado logo após os dois primeiros meses de vida e posteriormente alimentado com abundância de forma a engordar muito mais do que o normal. Seu peso ideal é de cerca de 4 kg, suas carnes são particularmente saborosas e delicadas por serem mais gordas. Na cozinha são muitos os preparativos: é ideal para cozinhar no forno, ou mesmo fervido ou, em alternativa, recheado.

O cardamomo é uma especiaria obtida de uma planta tropical da família Zingiberaceae. Conhecida desde a antiguidade, é utilizada, entre outras coisas, na produção de perfumes e é hoje uma das especiarias mais caras do mundo. Parece uma cápsula verde contendo pequenas sementes, que são usadas como tempero. O cardamomo tem uso culinário e medicinal: é utilizado principalmente para dar sabor a pães e doces, em preparações orientais, principalmente indianas.

É um prato à base de fatias de carne ou peixe cru.
Os preparos são variados, mas o original envolve um preparo de queijo cru, temperado com óleo e flocos de queijo parmesão.

A caçarola é um tipo de frigideira de formato circular, com pega ou, em alternativa, bases laterais e tampa. É utilizado na cozinha para estufar, refogar e outras preparações semelhantes. A altura da caçarola equivale à metade, ou menos, do que a medida do diâmetro, uma peculiaridade que permite cozinhar pratos de maneira uniforme e, portanto, eficaz.

Técnica de corte de legumes e saladas que consiste em cortá-los em tiras finas.

Chutney ou chatni é um molho agridoce de origem indiana. Pode ser preparado com frutas, vegetais e especiarias e é um acompanhamento perfeito para carnes, queijos e peixes.

Cicirata é um doce semelhante ao nougat, é composto por pedaços de massa de confeitaria fritos combinados com amêndoas torradas, tudo coberto ou diretamente
misturado com mel, finalmente polvilhado com açúcares e deixado para esfriar. Sublime como preparação, é muito utilizado nas férias, mas pode ser facilmente preparado e consumido durante todo o ano.

Molho usado para temperar vegetais ou peixes crus. É uma emulsão à base de limão espremido, azeite virgem extra, sal e pimenta.

Faca de cozinha útil para cortar salmão fumado em camadas finas.

Faca de cozinha útil para cortar pão, sanduíches, sanduíches etc.

Faca de cozinha útil para cortar a massa.

Faca de cozinha útil para cortar carne cozida ou frios.

Faca de cozinha com lâmina fina, útil para cortar carne ou desossar. A lâmina da faca varia de 30 a 35 cm e a ponta fina permite penetrar até o fundo sem agredir a carne.

Concassea ou concassè é uma técnica simples que consiste em escaldar o tomate por alguns minutos, mergulhá-lo em água fria para interromper a fase de cozimento, descascar, retirar as sementes e cortá-lo em cubos finos ou muito finos conforme o uso.
O tomate feito em concassea pode ser o ingrediente de um molho ou de uma bruscheta. O tomate manterá uma consistência firme e fresca e ficará perfeito em combinação com azeite, manjericão e alho fresco.

O lombo (ou lombo) é um determinado corte de carne, principalmente boi ou porco. Localiza-se na região lombar do animal, logo abaixo do filé, e é semelhante a este, ligeiramente mais gordo.
O lombo é adequado tanto para bifes como para fatias.

O coentro é uma planta herbácea que cresce durante todo o ano, pertence à mesma família do endro, erva-doce e salsa e de facto na China é considerada e utilizada como a nossa salsa comum. Possui propriedades benéficas notáveis: é usado, por exemplo, como analgésico. Na cozinha, porém, tem diferentes utilizações: serve para dar sabor a salame, carne, peixe, legumes, mas também biscoitos, amêndoas açucaradas, etc. As sementes de coentro são ligeiramente picantes, mais doces e têm um leve sabor a limão. As raízes de coentro também são usadas na culinária para criar condimentos básicos.

É uma preparação líquida usada para ferver peixes e crustáceos.

O criscito ou fermento mãe, também chamado fermento natural, é uma massa fermentada que pode ser usada no lugar da levedura de cerveja mais comum em todos preparações doces e salgadas (pão, pizza, brioches ...). Comparado com a levedura de cerveja, o criscito é mais digerível e torna a massa mais perfumada. Para prepará-lo em casa é preciso um pouco de paciência: comece com um ácido base natural para obter uma massa que se refrescará uma vez ao dia durante 15-20 dias. Aqui está o procedimento:

1. Rale 200 g de maçã, de preferência não tratada.
2. Coloque a maçã ralada em um recipiente de vidro graduado.
3. Adicione 200 ml de água e cubra o jarro com um pano de linho. Prenda o pano com um elástico e deixe a mistura fermentar por 24 horas.
4. Após 24 horas, usando uma peneira, extraia apenas a parte líquida da mistura. Adicione 200 g de farinha de Manitoba e deixe a nova mistura descansar em temperatura ambiente por mais 24 horas.
5. Após este tempo, a mistura terá aumentado de volume: deve ter um aspecto espumoso e um toque de ácido no nariz. Coloque em um mixer planetário com mais 300 g de farinha de Manitoba e trabalhe com as mãos até obter uma bola sólida.
6. Dê à massa a forma de um cilindro. Embrulhe o cilindro primeiro com uma folha de polipropileno e depois com um pano de linho. Aperte-os bem e amarre-os com um barbante de náilon para evitar que o fermento fermentado escape.
7. Deixe a massa descansar por 48 horas em temperatura ambiente.
8. Solte o cilindro de massa. Remova a parte morta com uma faca e guarde apenas o núcleo do cilindro.

Os refrescos serão realizados da seguinte forma:

1. Mergulhe a massa num recipiente com água a uma temperatura não superior a 38 ° C durante 45 minutos, de forma a eliminar a acidez da massa.
2. Misture 500 g da massa com 500 g de farinha de Manitoba e 175 g de água.
3. Obtenha uma nova massa homogênea e compacta e amasse com as mãos até formar um cilindro. Volte a colocar na folha de polipropileno e no pano de linho e feche com a corda.

Depois de um refresco, você pode testar a força do levedura: corte uma fatia e coloque em um jarro graduado, cubra com um pano de linho e leve ao forno a 28 ° C com a luz acesa. A massa deve ter dobrado após 2 horas.
Depois de repetir esses refrescos por 15-20 dias, o criscito ele estará pronto para uso.

O croissant, também chamado de croissant ou brioche, é uma especialidade alimentar em forma de meia-lua que pode ser doce e salgada e pode ter diversos tipos de recheios, como mel, cremes ou mesmo vegetais, carnes e queijos. Sua origem é tradicionalmente considerada austríaca. Na Itália, usa-se uma massa mais doce do que a normalmente usada fora dos Alpes.
Geralmente é consumido no café da manhã no bar, em combinação com o cappuccino.
Os ingredientes principais são farinha, manteiga, ovos, água e açúcar e, por fim, adiciona-se à superfície uma pasta de gema de ovo para obter uma cor mais dourada após o cozimento.

Crostoli é uma sobremesa típica, conhecida em diferentes regiões com diferentes nomes, mais geralmente também como & quotchiacchiere & quot ou & quotbugie & quot. Os crostoli, que normalmente são preparados durante o período de carnaval, podem ser feitos em diferentes épocas do ano com diferentes preparações de confeitaria, têm formato irregular, às vezes com nós, são fritos e cobertos com açúcar de confeiteiro.

O cominho é uma planta particular, que cresce o ano todo, nativa da Síria e mais geralmente da bacia do Mediterrâneo, hoje também presente no continente americano. As sementes desta planta são utilizadas na culinária, no norte da África, no Oriente Médio, em preparações indianas, etc., como especiarias por seu aroma particular. O aroma forte se deve ao alto teor de óleos essenciais, como o cuminaldeído.

O cominho também é utilizado como substância curativa e benéfica devido ao alto teor de ferro: é utilizado para promover a digestão e também para desfrutar de suas propriedades anticancerígenas.

A cúrcuma é um gênero de planta com cerca de 80 variantes, pertencente à família Zingiberaceae. Muitas das variações do açafrão são utilizadas tanto na culinária quanto em farmácias, sendo a mais utilizada o Curcuma longa, também conhecido como açafrão indiano. Além de ser uma especiaria com um aroma delicado particular, a cúrcuma também é um corante alimentar eficaz e totalmente inofensivo. Suas raízes pulverizadas, de cor amarelo ocre, são um ingrediente-chave do curry, têm propriedades antioxidantes, ajudam a diluir o sangue e têm muitas outras propriedades benéficas.

O curry é uma mistura de especiarias batidas no pilão, de origem indiana ancestral (na Índia chama-se masala). Depois de esmagadas, essas especiarias formam um pó amarelo ocre muito fino com uma fragrância única. É utilizado na cozinha para fazer pratos orientais em geral, mas também em preparações mais originais e inovadoras.

Legumes misturados cortados em cubos para preparar vários pratos.

O Daikon é uma variedade do rabanete comum, nativo da Ásia Oriental. Rico em vitaminas e nutrientes, o daikon deve ser considerado como um dos elementos mais importantes no Comida japonesa, por isso é frequentemente utilizado em muitas receitas, por exemplo cru para a preparação de saladas, marinado, ralado ou cozido para a preparação de sopas e ensopados.

Com prova horizontal entende-se uma prova de vinhos também de diferentes produtores, mas da mesma área ou denominação, pertencentes à mesma colheita.

A degustação é um exercício através do qual diferentes vinhos são comparados para encontrar diferenças e semelhanças. No caso da degustação vertical, normalmente a mais praticada, estuda-se apenas um vinho do mesmo produtor, mas de safras diferentes.

Destilação contínua: obtida através de alambiques de coluna que operam com um processamento contínuo para uma maior produção com alto teor de álcool. É utilizado, de fato, para obter um alto teor alcoólico, puro e neutro.

Destilação descontínua: é a mais antiga, ocorre quase sempre em alambiques de cobre que, ao serem aquecidos e por evaporação, extraem o álcool. Os destilados podem ser obtidos por destilação descontínua simples, dupla ou tripla que atingem entre 60 e 80% vol.

A emulsão é o resultado da união de dois ou mais líquidos que, mesmo batidos, não se misturam de forma homogênea.
Um líquido graxo e ácido geralmente é usado. Por isso os dois ingredientes tendem a se separar e, uma vez misturados com um batedor ou batedeira, devem ser usados ​​em um curto espaço de tempo, antes de se dividirem novamente.

Cultivada para suas sementes, a planta que produz fava tonka é muito difundida na Venezuela e na Guiana. Seus frutos carnudos contêm uma pedra que fecha uma semente oblonga e enegrecida de 3 a 4 cm de comprimento, conhecida justamente pelo nome de fava tonka. Desse grão é extraído um óleo amarelo-laranja, usado em perfumaria e em produtos adelgaçantes e diuréticos.

O uso da fava tonka na culinária é relativamente recente. Por alguns chefs este feijão é utilizado na preparação de cremes, sobremesas e molhos como a noz-moscada, devendo ser adicionado em quantidades mínimas. Seu sabor baunilha-mel, ainda pouco conhecido e explorado, dá um toque exótico aos pratos.

O ácido málico presente no vinho (não particularmente agradável porque é angular) transforma-se em ácido láctico, que é mais macio e apreciável. O processo pode desenvolver-se espontaneamente ou através do aumento da temperatura na adega e adição de fermentos lácticos ao vinho. Tudo é controlado pelo enólogo e a fermentação pode ser feita total ou parcialmente.

Técnica de corte especial que consiste em cortar, por exemplo, um vegetal, em rodelas muito finas. Geralmente a cebola é cortada em forma de filanger, obtendo-se rodelas muito finas.

É um determinado corte de carne, principalmente bovina, suína, ovina ou mesmo de caça, ou peixe, que provém da parte lombar do animal.
É um ponto muito magro e portanto muito tenro, adequado para bifes ou fatias.

Alimentos de forte destaque na cozinha francesa, totalmente à base de fígado de ganso ou pato, submetidos a um tratamento de alimentação forçada, devido exclusivamente à obtenção de características qualitativas particulares do produto.

Fritole é a sobremesa típica por excelência do carnaval de Veneza, mas é preparada em toda a Itália. As fritolas têm forma esférica e não ultrapassam os 4 cm de diâmetro, são basicamente uma massa com sultanas e pinhões, fritos e cobertos com uma polvilha de açúcar de confeiteiro. Existem variantes com diferentes tipos de recheios que lembram donuts.

Por galantina, entendemos uma preparação culinária à base de carne de porco ou de aves (frango, galinha ou capão). O animal é desossado e recheado internamente, depois fervido e deixado para esfriar em seu próprio caldo, que se condensa formando um leito de geleia.

O garam masala é uma mistura de especiarias amplamente utilizada na culinária para dar sabor a pratos, molhos e condimentos, especialmente na culinária indiana e paquistanesa. O termo significa & quotspezia quente & quot, também conhecido como picante. Existem várias variações, com base nas especiarias contidas nele. Garam masala não é picante no verdadeiro sentido do termo, mas seu sabor é muito picante.

O termo guazzetto deriva de "guache", que significa molhado. O guisado é um molho, um molho muito fluido no qual se cozinha peixe ou carne. Normalmente a caldeirada é preparada com peixe e, muito popular nas estâncias balneares, é a caldeirada de mexilhões e amêijoas ou a caldeirada, que se prepara com peixe fresco, tomate, azeite e vinho.

Técnica de corte que consiste em reduzir o alimento a ser preparado a trapos, pequenos pedaços semelhantes a pequenos trapos.

O intercalar é um tipo particular de sobremesa, um pudim feito com rodelas de pandoro, ou similar, alternando com cremes e recheios que podem variar de acordo com o preparo. Também pode conter licor, que é escovado para dentro durante a criação das várias camadas.

Técnica de corte especial que consiste em cortar, por exemplo, um vegetal, em tiras finas e compridas, semelhantes a um palito.

O kuzu ou kudzu é um amido de origem vegetal com propriedades de espessamento. É extraído de uma planta trepadeira de origem japonesa e é encontrado no mercado como um pó branco ou em pequenos aglomerados de giz. Além disso, o kuzu é um excelente gastroprotetor natural.

Técnica de preparação que consiste em enriquecer com tiras de banha ou toucinho os que se consideram cortes de carne muito magros. Le listarelle di lardo vanno inserite nella carne, seguendo il senso delle fibre, utilizzando un apposito coltello, e sciogliendosi durante la cottura hanno un doppio scopo: insaporire e mantenere morbida la carne.

Il lievito madre è un impasto di farina e acqua, acidificato da un complesso di lieviti batteri lattici che danno l'avvio alla fermentazione. Il lievito madre si utilizza per il pane e per realizzare in pasticceria dolci come panettoni, pandori, colombe pasquali.
A differenza del lievito di birra, il lievito madre comprende diversi tipi di batteri lattici eterofermentanti e omofermentanti del genere "Lactobacillus". La fermentazione di questi batteri produce acidi organici e quindi consente una maggiore crescita dell'impasto che stiamo realizzando. Inoltre il vantaggio è una maggiore digeribilità.
Oggi, i panificatori, che sono alla ricerca di sapori tradizionali usano tendenzialmente il lievito madre, per esempio, per il pane di Altamura o il pane nero di Castelvetrano.

La macedonia è la mescolanza di diversi tipi di frutta fresca tagliata a pezzi e condita con acqua, limone, zucchero e volendo del liquore. Il termine macedonia deriva dal francese "macedoine", la parola francese a sua volta deriva da un riferimento all'antico Impero di Alessandro Magno: la Macedonia, al tempo un luogo di mescolanza di popoli differenti.

Sono un tipico formato di pasta sarda, conosciuti anche come gnocchetti sardi. I Malloreddus sono un tipo di pasta corta a forma di conchiglia rigata fatti con farina di semola e acqua.

Utensile da cucina, utile per tagliare la frutta e la verdura in diverse forme. Si utilizza facendo scorrere l'alimento sulla lama dello strumento, con un rapido movimento avanti e indietro

Con questo termine si intende mescolare accuratamente il preparato in questione così da ottenere salse o impasti cremosi e omogenei.

La margarina è un prodotto alimentare, molto simile al burro, ma a differenza di quest'ultimo è molto meno grassa poiché composta da grassi principalmente vegetali e per la maggior parte saturi. In pratica è composta da un emulsione di acqua e grassi (o lipidi), a cui a volte si aggiunge del sale o altri additivi alimentari. Risulta più solida del burro, causa il diverso tipo di grassi contenuti, ma allo stesso modo se lasciata a temperatura ambiente, tende a liquefare.

Tecnica di cucina utilizzata per la preparazione della carne o del pesce, che rende le carni più morbide e allo stesso tempo le insaporisce prima della cottura. In alcuni casi la marinatura rappresenta una alternativa alla cottura, come ad esempio per il carpaccio.

Il mascarpone è un derivato del latte, precisamente si ricava dalla lavorazione della crema di latte a cui si unisce dell'acido citrico o acido acetico che funge da coagulante. Il risultato è questa crema dalla consistenza densa e dal sapore che si avvicina sia al sapore del burro che della panna, utilizzata moltissimo in cucina o in pasticceria. Considerato che il mascarpone è un alimento abbastanza grasso, nelle nostre preparazioni possiamo alternarlo alla ricotta, per ridurre i livelli calorici della ricetta.

Tecnica di taglio con cui si ottengono dei piccoli pezzi di circa 2x6 mm. È un tipo di taglio usato per verdure come carote, sedano, cipolla, ma anche pancetta e prosciutto.

descrizione della merenda

Posata usata per servire il brodo o minestre le cui dimensioni possono variare. E’ una sorta di ampio cucchiaio, utile per servire o cucinare cibi liquidi come brodi, zuppe ecc.

Utensile dotato di due impugnature laterali, utile principalmente per sminuzzare sia finemente che grossolanamente.

Trito per soffritto, a base di sedano, carota e cipolla tagliato in maniera grossolana.

Il mirin è un vino dolce da cucina, ottenuto dalla fermentazione del riso glutinoso integrale. Questo alimento, fondamentale per la cucina giapponese, è impiegato per insaporire la carne, il pesce, la verdura e il riso. Molto utilizzato in particolare per la marinatura e la cottura del teriyaki, per la preparazione dei brodi di base e per la salsa a condimento dell'anguilla arrosto.

Il mirto è un liquore popolare tipico della regione Sardegna, ma anche della Corsica. Si ottiene attraverso la macerazione delle bacche di mirto o anche da un misto di bacche e foglie pigmentate e mature. Si può preparare anche in casa, eseguendo fedelmente i brevi ma precisi passaggi. É considerato un ottimo digestivo, pertanto si assapora dopo i pasti, ma molte persone lo gradiscono anche come aperitivo liscio o con ghiaccio ed è inoltre utilizzato come ingrediente da cocktail. Si conserva in congelatore per esaltare le sue caratteristiche organolettiche.

Il miso è un condimento di origine giapponese e deriva dalla fermentazione dei semi di soia gialla a cui possono essere aggiunti cereali come orzo e riso. Il suo aspetto ricorda quello del nostro dado vegetale e il suo gusto aromatico e saporito lo rendono perfetto in abbinamento a diverse pietanze. Il miso, inoltre, regola le funzioni intestinali e rafforza il sistema immunitario.

In Giappone viene utilizzato per la preparazione della celebre zuppa, considerata un vero e proprio rimedio curativo per raffreddore e influenza.

I miyagawa satsuma sono un tipo di mandarancio giapponese dalla polpa arancione, simile a quella dei mandarini e spesso priva di semi, e dalla buccia sottile. Questo frutto matura tra ottobre e dicembre e viene coltivato anche in Sicilia, Calabria e Basilicata.

Le moeche sono una specie particolare di granchio. Moéca è il nome che i veneziani hanno dato al granchio verde della specie Carcinus maenas che viene catturato quando esso arriva al culmine della fase di muta e sta ricostruendo la corazza, persa in precedenza.

Consiste nel lavare e raschiare accuratamente un alimento, accertandosi così di eliminare le parti non commestibili o eventualmente rovinate.

Il mortaio è un utensile usato in cucina per ridurre in polvere o in forma trita uno o più ingredienti assieme, in gergo si usa il termine "pestare". La sua forma è concava e all'interno è molto liscio per far sì che il lavoro del pestello sia efficace e triti tutto facilmente. Il mortaio è uno strumento versatile: si utilizza in cucina per realizzare per esempio il pesto, al bar per i vari cocktail "pestati" e in farmacia per la preparazione di particolari farmaci.

Il mosto è il prodotto liquido che si ricava dall'uva fresca e ammostata attraverso il processo di pigiatura o torchiatura. Il mosto, che presenta una gradazione alcolica che non supera l'8% vol., mediante il processo di fermentazione, lentamente si trasforma in vino. É costituito dalla polpa per l'80% da semi (o acini) e dalla buccia. Nella produzione di vini rossi la parte della buccia, dopo aver scaricato gli elementi che daranno poi la colorazione del vino stesso, viene eliminata perché non più utile nel processo di vinificazione, poi riutilizzata per la distillazione di acquaviti di vinaccia come ad esempio la grappa, o riutilizzata in campo agroalimentare, come mangime per gli animali.

È un tipo di formaggio originario della cucina italiana. C'è una variante di questo formaggio in Danimarca, ma la tradizione italiana è più antica. La città d'origine di questo formaggio era Aversa (Caserta).

È un risotto fatto con l'orzo perlato, si presenta abbastanza denso, quasi uno sformato. Può essere condito con vari tipi di verdura, con vari tipi di formaggi e segue la stesso procedimento di preparazione del risotto. L’orzo se consumato in forma integrale è ricco di fibre utili all’intestino, carboidrati e vitamine. Come molti altri cereali contiene glutine e dunque non è adatto a chi soffre di celiachia.

Taglio di verdure miste in forme irregolari in genere usato per tagliare verdure da utilizzare per minestre e zuppe.

La palamita è un pesce di mare di taglia media sui 30-50 cm, ma che può raggiungere il metro di lunghezza e il peso di circa 10 kg. É una specie predatoria simile al tonno, presenta sul dorso varie e bellissime sfumature di colore azzurro/verdastro e una pinna molto particolare. Trova un ampio utilizzo in cucina.

Tipico pane prodotto in Sardegna, si presenta molto sottile e secco, capace di mantenere la sua fragranza a lungo.

Il panko bread è una specialità della cucina giapponese. Si tratta di fiocchi di mollica di pane bianco, che, uniti alla tradizionale farina di riso oppure alla farina di frumento e a una materia prima liquida che crea densità (acqua o tuorlo d'uovo), formano una pastella delicata e croccante.

La cottura in olio con il panko bread deve essere meticolosa e veloce, perchè il panko bread tende a cambiare colore e a bruciarsi facilmente.

Per realizzare il panko bread, se vogliamo farlo in casa, basta passare al mixer una mollica di pane. I giapponesi usano quello al latte, che sarebbe l'ideale, ma va bene anche la mollica dei panini all'olio. Dobbiamo tritarlo a colpi di mixer, ovvero non finissimo. Dopo di che occorre tostarlo qualche istante in padella, infine dobbiamo lasciarlo asciugare e rinsecchire.

La pasta frolla è un impasto dolce utilizzato per fare torte, biscotti e molte varietà di dolci da cuocere in forno. Gli ingredienti base sono farina, burro, uova (solo il tuorlo), aromi, come vaniglia, vanillina, la buccia di limone o arancio, zucchero e sale. Dopo la cottura, la pasta frolla assume un aspetto piuttosto friabile.
Esistono diversi tipi di frolla, in base agli utilizzi. A seconda dell'uso per biscotti, per crostate, per pasticceria fine, cambia la quantità di burro nell'impasto.

La pasta sfoglia è un impasto che si utilizza sia in cucina che in pasticceria per realizzare salatini, vol-au- vent, canapè, preparazioni in crosta, dolci e torte, come ventagli, millefoglie, croissant, cannoli ripieni ecc.
Gli ingredienti fondamentali sono farina acqua e burro. Durante il processo di lavorazione, si impasta la pasta, procedendo a girarla su se stessa per almeno sei volte, in modo tale da ottenere anche l'effetto "sfoglia" da cui prende il nome questo impasto.

Il pastin (pronunciato pastìn) è una pietanza che appartiene alla tradizione bellunese ed è una preparazione a base di carne suina e bovina tritata insieme grossolanamente e successivamente salata e speziata. Dall'impasto ottenuto si ricavano delle polpette o anche delle rotelle simili a un hamburger che vengono cotte solitamente alla griglia. In pratica il pastin sarebbe simile all'impasto del salame, ma non insaccato e stagionato, viene di solito accompagnato con della polenta e se molto fresco può essere consumato anche crudo, spalmato sul pane.

Le patate vitelotte, specie antica e rara di patata, sono originarie dell'America meridionale e sono caratterizzate da una buccia e una polpa di colore viola intenso. Nonostante la difficile reperibilità e l'elevato costo, sono molto impiegate nelle ricette di grandi chef per creare piatti colorati e scenografici.

Ricche di antiossidanti e di antocianine, pigmenti che agiscono come protettori nella prevenzione del cancro e dell'invecchiamento, le patate vitelotte sono state riscoperte in virtù delle loro proprietà nutrizionali e terapeutiche. Questo tipo di patate risultano adatte anche ai celiaci, poichè non contengono glutine.

I patè sono preparati con carne, pesce o verdure, macinati in maniera più o meno fine, fino a ottenere la consistenza desiderata in base ai gusti o alla ricetta. Normalmente il patè è una purea che viene successivamente amalgamata con varie sostanze necessarie per il fattore legante. Il patè deve essere infatti compatto e non cremoso, come, invece, una salsa o un purè.

O sbucciapatate è un utensile da cucina utilizzato per togliere la pelle alle patate. La lama può essere fissa oppure basculante.

Peperoni o peperoni è una varietà americana di salame. I peperoni sono caratteristicamente morbidi, leggermente affumicati e di colore rosso vivo. I peperoni tagliati a fette sottili sono una pizza popolare che si riempie di pizzerie in stile americano ed è usata per riempire il rotolo di peperoni del West Virginia.

Particolare roccia di colore verde, molto resistente, molto utilizzata anche per la produzione di tegami da cucina, di cui ne garantisce un altissima antiaderenza e compattezza, nonchè durabilità.

Erba selvatica dal forte sapore erbaceo e leggermente aspro

La pâté à bombe è una base pasticcera utilizzata normalmente per la realizzazione di semifreddi, mousse e spume ghiacciate. Si realizza montando i tuorli e mischiandoli ad uno sciroppo molto caldo composto di sola acqua e zucchero versato a filo, fino ad ottenere un composto ben spumoso. L'aggiunta del liquido caldo (121°C) permette di eliminare completamente la carica batterica delle uova.

Le quenelle, in italiano "chenelle", sono un impasto di carne o pesce, con patate, uova e farina. Si preparano con due cucchiai in modo tale da conferire al prodotto la tipica forma ovale e vengono successivamente immerse in acqua bollente. Possono essere servite sia come piatto principale che come antipasto o contorno.

Nella cucina italiana la somiglianza è evidente con la "peperonata" o "caponata". La ratatouille è una particolare zuppa a base di verdure, servita spesso come contorno: melanzana, zucchina, carota, finocchio, cipolla, peperone, aglio, patata.

Tecnica di cucina utilizzata per dorare l'alimento che stiamo cucinando, procedendo anche a continue girate.

La parola roux, che in francese significa rossiccio, in gastronomia si riferisce, invece, a un composto di burro e farina cotto in un tempo a piacere. Si distingue, per questo motivo, il roux bianco (cotto brevemente), il roux biondo (cotto un po' di più), e il roux bruno (cotto a lungo). Non si possono indicare tempi precisi per la cottura, che viene controllata a occhio per scegliere la doratura migliore fra le tre diverse varianti.

I roux servono per rendere più densa una minestra o per legare meglio la salsa di una pietanza, in entrambi i casi il cibo acquista più sapore.

La salamandra è un macchinario che si usa principalmente nelle cucine professionali e serve per gratinare in maniera efficace e veloce, ma è utile anche per terminare particolari cotture o semplicemente mantenere una pietanza a una determinata temperatura. Somiglia molto a un piccolo forno, con un grill molto potente, normalmente ha i lati aperti per facilitarne l'utilizzo.

È una soluzione di acqua e sale, efficace per la conservazione di cibi come ortaggi. Nella salamoia è importante la purezza e la qualità dell’acqua utilizzata.

Salmistrare significa sottoporre un alimento, solitamente carni, a una speciale salamoia molto salata. Garantisce una lunga conservazione dell'alimento trattato, che viene in genere sottoposto dopo la salamoia anche a marinatura e a cottura.

Il saor, o saòr, è un antica ricetta veneziana a base di cipolle in agrodolce. Era il metodo di conservazione dei pescatori veneziani che avevano la necessità di conservare il più a lungo possibile il cibo a bordo della nave. La preparazione prevede l'utilizzo di sardine fritte o anche gamberi o scampi, alternando strati di cipolla in agrodolce a strati di sarde fritte. Questa preparazione si conserva bene anche senza temperature da frigo.

Sbianchire o sbollentare è una tecnica di cottura che consiste nell'immergere per pochissimi minuti alimenti crudi, di solito verdure o frutta, in acqua bollente con sale e aceto, per conservare i colori e i valori nutrizionali intatti, o anche per pelare facilmente l'alimento o per rassodarlo o ammorbidirlo, in base alla necessità o alla ricetta.

E' un particolare taglio di carne, principalmente bovino. Un taglio di prima categoria del quarto posteriore, che si trova alla fine della lombata. Molto tenero si presta per brasati, stracotti, roast-beef, ma anche alla griglia.

Le denominazioni nelle diverse città sono: cima a Venezia codata a Messina e Reggio Calabria colarda a Bari, Foggia, Napoli e Potenza culaccio a L'Aquila e Trento culata o pezzo a Perugia culatello a Parma fetta a Bologna fracoscio a Macerata groppa a Firenze mela o melino a Firenze pezza a Roma precione a Padova punta e cassa dei belìn a Genova scagnello a Belluno scamone a Milano e Verona scannello a Mantova e Rovigo sotto codata a Palermo sottofiletto a Belluno, Padova e Treviso sottofiletto spesso a Torino straculo a Mantova, Trento e Venezia taglio di nombolo a Venezia.

Utensile dotato di una punta tonda capace di scavare all'interno di frutta e verdura, utile anche per fare le decorazioni.

Utensile simile al mestolo, ma completamente forato, utile per scolare l'olio o l'acqua dalle pietanze

Ha una lama molto flessibile, in base alla dimensione, utile per filettare in modo più o meno sottile, quindi per ottenere fettine.

Le secole sono i pezzetti di carne che dopo la macellazione e il taglio rimangono attaccati alle ossa e che il macellaio taglia via a punta di coltello

Lo shaker è uno strumento per miscelare diversi ingredienti liquidi nella preparazione di un cocktail attraverso i vari scuotimenti. É solitamente metallico e ha la forma di un alto bicchiere con un coperchio filtrante forellato e un tappino che chiude il tutto. Il barman inserisce tutti gli ingredienti all'interno del shaker, lo chiude bene e scuote ripetutamente per dar vita al cocktail.

Metodo di cottura utile a evitare la dispersione dei liquidi presenti in un taglio di carne e a renderlo più gustoso.

É in pratica una pianta da insalata, meglio conosciuta con il nome di "valeriana olitoria" o "valerianella" che cresce anche spontaneamente in Italia e si presenta con un bel colore verde, foglioline a lingua tonda e fiorellini. La pianta difficilmente supera i 40 cm di altezza. Chiaramente, essendo una comune pianta da insalata, si differenzia dalla "valeriana officinalis" che viene utilizzata anche in farmacia in quanto efficace erba rilassante.

Attrezzo usato in cucina dotato di una lama larga e flessibile, utile per girare la pietanza, tanto utilizzata anche in pasticceria per spalmare e decorare.

Si tratta di un coltello da cucina che può avere lama dritta o curva. Lo spelucchino a lama dritta può avere un uso generico per tagliare le verdure o la frutta mentre quello a lama curva ha un uso più specifico per pelare e sbucciare frutta e verdura.

Letteralmente la stamegna è un setaccio per farina, si utilizza in cucina per setacciare l'alimento impanato in modo tale da eliminare la farina in eccesso.

Tecnica di cottura che consiste nel cuocer l'alimento in questione in modo molto lento, in una casseruola e in presenza di un liquido ( brodo, vino ecc.). Stufare o brasare sono metodi di cottura lenti che prevedono una cottura a fuoco basso che avviene così anche attraverso il vapore generato delicatamente dal calore che si crea nella pentola tenuta chiusa con coperchio.

I talli, in dialetto palerminato tenerumi, sono i boccioli della zucchina appena nata. Una volta eliminata la peluria sullo stelo, vanno stufati e saltati in padella con aglio, olio e peperoncino. I talli, verdura ottima ma poco conosciuta, sono un vero e proprio must della cucina estiva siciliana

E' un tipo di preparazione di carne o pesce, rigorosamente cruda, il cui l'ingrediente è sminuzzato finemente.
Ci sono diversi tipi di preparazioni e condimenti, in base all'alimento trattato.

Ripiano di lavoro su cui poter utilizzare al meglio ogni tipo di coltello, solitamente in materiale ligneo o anche plastico.

Topping è una parola che deriva da un lessico di tipo industriale. In cucina, è utlizzato per indicare la trasformazione di un succo di frutta fresca in sciroppo

Il termine torchio è un sistema che concentra la pressione in uno spazio limitato. Esistono macchinari differenti dedicati a svariate applicazioni in enogastronomia sia pe il vino che per cuocere la pasta.

Nel caso di semi oleosi (caffè, arachidi, orzo, cereali ecc.) consiste in un processo di torrefazione nel caso si debba tostare pane, tramezzini, focacce, consiste nell'abbrustolire per rendere croccante.

Il più tipico coltello da cucina, adatto per il taglio di arrosti, dotato di una lama pesante (varie dimensioni e peso), utile anche per sminuzzare finemente.

Coltello utile per tagliare pollo o tacchino anche con ossa.

In giapponese significa saporito. L’umami è definito il sesto gusto e viene identificato con la sapidità del glutammato naturale. Alghe, pesci, carne, prodotti lattiero caseari contengono in diverse proporzioni il glutammato monosodico. L’identificazione del caratteristico sapore umami si deve allo scienziato giapponese Kikunae Ikeda, che nel 1908 ne descrisse le caratteristiche e lo associò al glutammato.

Salsa usata per condire insalate, piatti a base di verdure crude o anche alcuni a base di pesce, è un emulsione a base di olio extravergine, sale e aceto che può essere di vino oppure aceto balsamico.

Il wok è un tegame tipico della cucina cinese. Ha una forma semisferica fonda e in Cina è impiegato per qualunque tipo di cottura. È adatto, infatti, per friggere, cuocere a vapore, stufare e rosolare. Il suo vantaggio? Consente di cuocere i cibi rapidamente e con l’aggiunta di pochi grassi. Originariamente il wok veniva forgiato in ferro o ghisa, ma sul mercato se ne trovano modelli più leggeri, spesso rivestiti in teflon .

Zuppa a base di ceci. La zuppa Cisrà è un piatto tipico piemontese che si serve in scodelle individuali oppure direttamente nela pentola di coccio.

Zuppa lasciata cuocere molto lentamente che prevede ingredienti poveri e semplici. La zuppa mitonata è un tipico piatto della Val d’Aosta che si realizza con strati di pane, formaggio, verdura tipo verza o cavolo nero e poi bagnata con brodo e passata in forno.

Via Michelino, 59 | 40127 BOLOGNA

Codice Fiscale e Registro Imprese
di Bologna 00865960157
PARTITA IVA 03320960374
CONAD SOC. COOP.


Ingredienti

  • 4 – 6 patate
  • 150 g di yogurt di soia bianco non dolcificato
  • 150 g di ceci cotti
  • 1 manciata di rucola
  • 2 cucchiai di prezzemolo
  • Succo di ½ limone
  • 2 cucchiai di granella di pistacchi in polvere
  • Sale e pepe
  • Olio extra vergine di oliva

Si cucina!

Pelate le patate, tagliatele a cubetti e lessatele in acqua bollente leggermente salata per 15 minuti. In una ciotola mescolate lo yogurt di soia non dolcificato con il succo di limone, sale, pepe, aglio in polvere, un goccio di olio e il prezzemolo tritato fino a quando tutti gli ingredienti si saranno ben amalgamati.

Condiamo le patate

Lasciate raffreddare completamente le patate, mescolatele ai ceci e alla rucola sminuzzata, poi condite il tutto con la crema di yogurt. Servite subito la vostra insalata di patate completando ciascun piatto con un po’ di granella di pistacchi.


INSALATA DI PATATE CON DRESSING ALLO YOGURT

  • Cucina: cucina Italiana
  • Livello Difficoltà: Facile
  • Add to favorites

Passione per la Cucina Italiana e..

La ricetta di questa insalata oltre ad essere leggera e nutriente è anche avvolgente grazie alla presenza del “dressing” allo yogurt, che avvolge il tutto. Prepararlo in casa è semplicissimo e lo si può personalizzare di volta in volta per ottenere condimenti sempre diversi da adattare alla pietanza da insaporire.

Potrete inoltre aromatizzare a vostro gusto lo yogurt, aggiungendo per esempio, un cucchiaino di senape, aglio tritato, erba cipollina ed erbe aromatiche

Il dressing si conserva in frigorifero per un giorno ben chiuso in un contenitore ma è così semplice da preparare che vi consiglio di farlo di volta in volta, magari un’oretta prima di utilizzarlo per dare modo ai sapori di amalgamarsi tra di loro.