ao.abravanelhall.net
Novas receitas

15 superalimentos de outono que você precisa comer agora mesmo. Apresentação de slides

15 superalimentos de outono que você precisa comer agora mesmo. Apresentação de slides


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.


O outono envolve mais do que apenas peru recheado e cidra

istockphoto.com

15 superalimentos de outono que você precisa comer agora

istockphoto.com

O outono está sobre nós, e com ele rajadas de vento, fungadelas de fim de verão e desejos por massas cremosas e aconchegantes. Embora se enrolar com uma tigela grande de Alfredo pareça sem dúvida delicioso, há muitas frutas e vegetais da estação que podem enfeitar seu prato cheio de carboidratos.

Quando você pensa “cair”, você não pensa necessariamente em frutas e vegetais. A estação carece dos frutos abundantes da primavera e perde todos os tomates, milho e outros vegetais de verão da estação mais quente. No entanto, achamos que a produção de outono está seriamente subestimada. Ainda há muitas coisas na estação, e embora algumas delas possam não ser tão obviamente doces ou fantásticas na cara, dê a elas um pouco de amor e elas têm um gosto absolutamente incrível.

Eles fazem você se sentir incrível também - isso graças ao seu status de superalimento. Cada fruta e vegetal nesta lista são carregados com nutrientes vitais suficientes para serem classificados como um superalimento. Aprenda o que procurar na loja e como cozinhar com cada um desses alimentos.

Maçãs

istockphoto.com

O ditado realmente deveria ser “uma maçã por dia afasta o tédio”, porque existem tantas maneiras deliciosas de comer esta fruta. Além das emoções sem fim e dos donuts de cidra que vêm com a colheita da maçã, a temporada da maçã abre centenas de possibilidades de receitas doces e salgadas.

Esta fruta básica é um superalimento devido ao seu perfil nutritivo intenso; ele contém toneladas de antioxidantes e fibras.

Couve de bruxelas

istockphoto.com

As crianças podem odiá-los, mas se você cozinhá-los da maneira certa, eles podem ser realmente incríveis (recomendamos que você adicione bacon). Assá-los ou combiná-los com um molho saboroso pode tornar esses vegetais fibrosos e crucíferos muito mais saborosos. Eles valem o esforço - eles têm vitamina K, ácido fólico, ferro e muito mais.

Cranberries

O molho enlatado é um alimento básico do Dia de Ação de Graças, mas uma ótima opção com baixo teor de açúcar é cozinhar você mesmo com os frescos. Prepare uma dessas receitas inteligentes de cranberry ou faça vinho de cranberry. Os frutos com sabor azedo são ótimos para o seu intestino e carregados com nutrientes essenciais. Os antioxidantes podem ajudar a combater o câncer e a inflamação. Não há razão para esperar até o final de novembro - comece a cozinhar com cranberries agora mesmo.

Toranja

istockphoto.com

Aparentemente, esta é a época das frutas azedas - mas, como os cranberries, a toranja pode ter um sabor delicioso se você cozinhá-la direito. Grelhe a toranja após polvilhar com um pouco de canela e açúcar. A fruta demonstrou ajudar a reduzir a pressão arterial e até mesmo melhorar a saúde do coração.

Funcho

Alho-poró

Eles podem soar como algo que você só comeria se dependesse de rações de guerra insípidas, mas uma sopa insossa não é a única maneira de comer alho-poró. Na verdade, eles são uma adição nutritiva a dezenas de pratos decadentes, incluindo cordeiro, pizza e até sobremesa. Eles são um membro da família de plantas que inclui cebola e alho, então eles possuem muitos sabores únicos.

Parsnips

Eles vêm da mesma família do nabo, mas não têm um sabor tão forte. As pastinagas são fáceis de saborear, quer você as adicione em uma salada ou frite-as em batatas fritas com baixo teor de carboidratos. Você também pode assá-los em um prato saboroso. O vegetal do outono é uma ótima fonte de vitamina C, ácido fólico e manganês, que podem ajudar a melhorar o seu humor quando o tempo fica frio e escuro.

Peras

istockphoto.com

Rutabagas

Abóbora

Essas cabaças são basicamente a marca registrada da temporada de outono. Abóboras, abóbora e espaguete são delícias sazonais que abrem infinitas possibilidades culinárias. Descascar e cortar a abóbora é a parte mais difícil, mas temos alguns truques para você que tornam isso mais fácil. É fibroso, festivo e tem um gosto muito bom. E ei, se você está muito intimidado para comprar tudo, você pode sempre recorrer a uma lata de abóbora. Ouvimos dizer que faz algumas sobremesas decadentes.

Batatas doces

istockphoto.com

Gostamos desses tubérculos o ano todo, mas eles estão prestes a ficar muito mais baratos. Enquanto as batatas normais também são vegetais perfeitamente saudáveis, as batatas-doces são uma alternativa saborosa. Essa pode ser a maior parte do outono - essas batatas não são apenas deliciosas e versáteis, mas também ajudam nossa visão, fornecem uma grande dose de carboidratos complexos e contêm muitas fibras.

Nabos

É hora de aparecer, porque os nabos estão de volta na temporada - e há muitas maneiras pelas quais ficamos animados para cozinhar com eles. O purê de nabo é uma alternativa com baixo teor de carboidratos ao purê de batata, sem perder o sabor. O vegetal também pode adicionar um impulso muito necessário de fibra a um ensopado de outra forma saudável.

Se você cozinhar com eles, não jogue as folhas - elas adicionam um sabor forte de mostarda a qualquer prato.

Tangerinas

istockphoto.com


15 vegetais de inverno que você deveria comer agora quente

Pergunte a quem não é jardineiro o que está na estação agora. Vá em frente, vou esperar aqui, porque não vai demorar muito.

Você se deparou com um olhar vazio e talvez alguma menção a batatas e cebolas? Ficamos tão distantes da terra que a maioria das pessoas nem mesmo sabe o que os vegetais estão na estação nesta época do ano. Por causa do nosso sistema de "alimentação sob demanda", com alimentos chegando de todos os cantos do globo, muitas pessoas que não cultivam alimentos não têm absolutamente nenhuma ideia do que está crescendo nas fazendas locais no momento. Vivemos em um país onde não parece ultrajante servir aspargos e abóbora na mesma refeição, seguido de mirtilos para a sobremesa. As pessoas que são escravas do supermercado não conseguem nem mesmo imaginar o que as pessoas comem quando desfrutam de uma dieta local sazonal.

Mas ... o que nossos ancestrais pensariam dessa combinação? Não está nem perto de ser realista, já que os aspargos atingem seu pico no início da primavera, os mirtilos surgem no meio do verão e a abóbora sobe na retaguarda, teimosamente esperando para amadurecer até o outono.

É muito mais saudável comer alimentos da estação.

Quando você exige produtos fora da estação, eles vêm de todo o mundo. Isso significa que os itens foram colhidos antes de estarem realmente maduros, o que significa que os nutrientes não se desenvolveram totalmente. As vitaminas e minerais contidos nos produtos começam a diminuir no minuto em que o alimento é colhido. O item colhido imediatamente começa a morrer e se decompor. No momento em que a comida chega ao supermercado local, pode já ter 3 semanas - e às vezes é ainda mais velha do que isso.

Além disso, as fábricas de embalagem se esforçam para garantir que as frutas frescas que enfeitam sua mesa no meio do inverno tenham uma aparência bonita. Muitos embaladores adicionam um revestimento ceroso e brilhante ao produto antes do envio. O revestimento não só parece brilhante e convidativo, como também retarda a decomposição da fruta ou vegetal. Alguns alimentos também são borrifados com conservantes químicos, para ajudá-los a sobreviver à árdua jornada até o supermercado.

Reduzir a distância que sua comida viaja não é a única razão saudável para comer sazonalmente. A natureza fornece certos alimentos em determinados momentos, porque é quando seu corpo mais precisa deles. Também é menos provável que fiquem encharcados com pesticidas, fertilizantes e fungicidas se as plantas também estiverem crescendo conforme a natureza os planejou.

Agora, nos dias frios de inverno, você deve considerar comer mais carboidratos como os de raízes vegetais - eles ajudam o corpo a sustentar um pouco mais de peso, que é necessário para se proteger do frio. Vegetais aquecidos como batatas, repolhos, cenouras, cebolas, rutabagas e abóbora de inverno armazenam bem em locais frescos e escuros, fornecendo energia e conforto durante todo o inverno. Adicionar mais peixe à dieta durante esta época do ano também é benéfico para o efeito de aquecimento, as calorias mais altas e os altos níveis de vitamina D (a vitamina que você obtém diretamente do sol durante os meses mais quentes). A vitamina D é importante para uma boa saúde mental e um sistema imunológico forte. As nozes, que armazenam bem para o inverno, são carregadas com ácidos graxos ômega 3, que ajudam a hidratar seu corpo de dentro para fora - isso ajuda a combater a pele seca do inverno de que tantos de nós sofremos.

Como você prepara vegetais de inverno?

Entregue uma rutabaga a algumas pessoas e elas não terão ideia do que fazer com ela. Provavelmente, uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas deixam de comer os vegetais de inverno é porque não sabem como prepará-los. Invista em alguns ótimos livros de receitas para se inspirar. Eu gosto de livros de receitas da era da Depressão para obter instruções simples sobre a preparação, e existem alguns livros de receitas locavore maravilhosos no mercado que irão ensiná-lo a transformar esses vegetais de aparência humilde em iguarias de dar água na boca. Estes são 3 dos meus favoritos.


15 vegetais de inverno que você deveria comer agora quente

Pergunte a quem não é jardineiro o que está na estação agora. Vá em frente, vou esperar aqui, porque não vai demorar muito.

Você se deparou com um olhar vazio e talvez alguma menção a batatas e cebolas? Ficamos tão distantes da terra que a maioria das pessoas nem mesmo sabe o que os vegetais estão na estação nesta época do ano. Por causa do nosso sistema de "alimentação sob demanda", com alimentos chegando de todos os cantos do globo, muitas pessoas que não cultivam alimentos não têm absolutamente nenhuma ideia do que está crescendo nas fazendas locais no momento. Vivemos em um país onde não parece ultrajante servir aspargos e abóbora na mesma refeição, seguido de mirtilos para a sobremesa. As pessoas que são escravas do supermercado não conseguem nem mesmo imaginar o que as pessoas comem quando desfrutam de uma dieta local sazonal.

Mas ... o que nossos ancestrais pensariam dessa combinação? Não está nem perto de ser realista, já que os aspargos atingem seu pico no início da primavera, os mirtilos surgem no meio do verão e a abóbora sobe na retaguarda, teimosamente esperando para amadurecer até o outono.

É muito mais saudável comer alimentos da estação.

Quando você exige produtos fora da estação, eles vêm de todo o mundo. Isso significa que os itens foram colhidos antes de estarem realmente maduros, o que significa que os nutrientes não se desenvolveram totalmente. As vitaminas e minerais contidos nos produtos começam a diminuir no minuto em que o alimento é colhido. O item colhido imediatamente começa a morrer e se decompor. No momento em que a comida chega à mercearia local, pode já ter três semanas - e às vezes é ainda mais velha do que isso.

Além disso, as fábricas de embalagem se esforçam para garantir que as frutas frescas que enfeitam sua mesa no meio do inverno tenham uma aparência bonita. Muitos embaladores adicionam um revestimento ceroso e brilhante ao produto antes do envio. O revestimento não só parece brilhante e convidativo, como também retarda a decomposição da fruta ou vegetal. Alguns alimentos também são borrifados com conservantes químicos, para ajudá-los a sobreviver à árdua jornada até o supermercado.

Reduzir a distância que sua comida viaja não é a única razão saudável para comer sazonalmente. A natureza fornece certos alimentos em determinados momentos, porque é quando seu corpo mais precisa deles. Eles também são menos propensos a serem encharcados em pesticidas, fertilizantes e fungicidas se as plantas também estiverem crescendo conforme a natureza os planejou.

Agora, nos dias frios de inverno, você deve considerar comer mais carboidratos como os de raízes vegetais - eles ajudam o corpo a sustentar um pouco mais de peso, que é necessário para se proteger do frio. Vegetais aquecidos como batata, repolho, cenoura, cebola, rutabaga e abóbora armazenam bem em locais frescos e escuros, fornecendo energia e conforto durante todo o inverno. Adicionar mais peixe à dieta durante esta época do ano também é benéfico para o efeito de aquecimento, as calorias mais altas e os altos níveis de vitamina D (a vitamina que você obtém diretamente do sol durante os meses mais quentes). A vitamina D é importante para uma boa saúde mental e um sistema imunológico forte. As nozes, que armazenam bem para o inverno, são carregadas com ácidos graxos ômega 3, que ajudam a hidratar seu corpo de dentro para fora - isso ajuda a combater a pele seca do inverno de que tantos de nós sofremos.

Como você prepara vegetais de inverno?

Entregue uma rutabaga a algumas pessoas e elas não terão ideia do que fazer com ela. Provavelmente, uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas deixam de comer os vegetais de inverno é porque não sabem como prepará-los. Invista em alguns ótimos livros de receitas para se inspirar. Eu gosto de livros de receitas da era da Depressão para obter instruções simples sobre a preparação, e existem alguns livros de receitas locavore maravilhosos no mercado que irão ensiná-lo a transformar esses vegetais de aparência humilde em iguarias de dar água na boca. Estes são 3 dos meus favoritos.


15 vegetais de inverno que você deveria comer agora quente

Pergunte a quem não é jardineiro o que está na estação agora. Vá em frente, vou esperar aqui, porque não vai demorar muito.

Você se deparou com um olhar vazio e talvez alguma menção a batatas e cebolas? Ficamos tão distantes da terra que a maioria das pessoas nem sabe o que os vegetais estão na estação nesta época do ano. Por causa do nosso sistema de "alimentação sob demanda", com alimentos chegando de todos os cantos do globo, muitas pessoas que não cultivam alimentos não têm absolutamente nenhuma ideia do que está crescendo nas fazendas locais no momento. Vivemos em um país onde não parece ultrajante servir aspargos e abóbora na mesma refeição, seguido de mirtilos para a sobremesa. As pessoas que são escravas do supermercado não conseguem nem mesmo imaginar o que as pessoas comem quando desfrutam de uma dieta local sazonal.

Mas ... o que nossos ancestrais pensariam dessa combinação? Não está nem perto de ser realista, já que os aspargos atingem seu pico no início da primavera, os mirtilos surgem no meio do verão e a abóbora sobe na retaguarda, teimosamente esperando para amadurecer até o outono.

É muito mais saudável comer alimentos da estação.

Quando você exige produtos fora da estação, eles vêm de todo o mundo. Isso significa que os itens foram colhidos antes de estarem realmente maduros, o que significa que os nutrientes não se desenvolveram totalmente. As vitaminas e minerais contidos nos produtos começam a diminuir no minuto em que o alimento é colhido. O item colhido imediatamente começa a morrer e se decompor. No momento em que a comida chega ao supermercado local, pode já ter 3 semanas - e às vezes é ainda mais velha do que isso.

Além disso, as fábricas de embalagem se esforçam para garantir que as frutas frescas que enfeitam sua mesa no meio do inverno tenham uma aparência bonita. Muitos embaladores adicionam um revestimento ceroso e brilhante ao produto antes do envio. O revestimento não só parece brilhante e convidativo, como também retarda a decomposição da fruta ou vegetal. Alguns alimentos também são borrifados com conservantes químicos, para ajudá-los a sobreviver à árdua jornada até o supermercado.

Reduzir a distância que sua comida viaja não é a única razão saudável para comer sazonalmente. A natureza fornece certos alimentos em determinados momentos, porque é quando seu corpo mais precisa deles. Também é menos provável que fiquem encharcados com pesticidas, fertilizantes e fungicidas se as plantas também estiverem crescendo conforme a natureza os planejou.

Agora, nos dias frios do inverno, você deve considerar comer mais carboidratos como os de raízes vegetais - eles ajudam o corpo a sustentar um pouco mais de peso, que é necessário para se proteger do frio. Vegetais aquecidos como batata, repolho, cenoura, cebola, rutabaga e abóbora armazenam bem em locais frescos e escuros, fornecendo energia e conforto durante todo o inverno. Adicionar mais peixe à dieta durante esta época do ano também é benéfico para o efeito de aquecimento, as calorias mais altas e os altos níveis de vitamina D (a vitamina que você obtém diretamente do sol durante os meses mais quentes). A vitamina D é importante para uma boa saúde mental e um sistema imunológico forte. As nozes, que armazenam bem para o inverno, são carregadas com ácidos graxos ômega 3, que ajudam a hidratar seu corpo de dentro para fora - isso ajuda a combater a pele seca do inverno de que tantos de nós sofremos.

Como você prepara vegetais de inverno?

Entregue uma rutabaga a algumas pessoas e elas não terão ideia do que fazer com ela. Provavelmente, uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas deixam de comer os vegetais de inverno é porque não sabem como prepará-los. Invista em alguns ótimos livros de receitas para se inspirar. Eu gosto de livros de receitas da era da Depressão para obter instruções simples sobre a preparação, e existem alguns livros de receitas locavore maravilhosos no mercado que irão ensiná-lo a transformar esses vegetais de aparência humilde em iguarias de dar água na boca. Estes são 3 dos meus favoritos.


15 vegetais de inverno que você deveria comer agora quente

Pergunte a quem não é jardineiro o que está na estação agora. Vá em frente, vou esperar aqui, porque não vai demorar muito.

Você se deparou com um olhar vazio e talvez alguma menção a batatas e cebolas? Ficamos tão distantes da terra que a maioria das pessoas nem mesmo sabe o que os vegetais estão na estação nesta época do ano. Por causa do nosso sistema de "alimentação sob demanda", com alimentos chegando de todos os cantos do globo, muitas pessoas que não cultivam alimentos não têm absolutamente nenhuma ideia do que está crescendo nas fazendas locais no momento. Vivemos em um país onde não parece ultrajante servir aspargos e abóbora na mesma refeição, seguido de mirtilos para a sobremesa. As pessoas que são escravas do supermercado não conseguem nem mesmo imaginar o que as pessoas comem quando desfrutam de uma dieta local sazonal.

Mas ... o que nossos ancestrais pensariam dessa combinação? Não está nem perto de ser realista, já que os aspargos atingem seu pico no início da primavera, os mirtilos surgem no meio do verão e a abóbora sobe na retaguarda, teimosamente esperando para amadurecer até o outono.

É muito mais saudável comer alimentos da estação.

Quando você exige produtos fora da estação, eles vêm de todo o mundo. Isso significa que os itens foram colhidos antes de estarem realmente maduros, o que significa que os nutrientes não se desenvolveram totalmente. As vitaminas e minerais contidos nos produtos começam a diminuir no minuto em que o alimento é colhido. O item colhido imediatamente começa a morrer e se decompor. No momento em que a comida chega ao supermercado local, pode já ter 3 semanas - e às vezes é ainda mais velha do que isso.

Além disso, as fábricas de embalagem se esforçam para garantir que as frutas frescas que enfeitam sua mesa no meio do inverno tenham uma aparência bonita. Muitos embaladores adicionam um revestimento ceroso e brilhante ao produto antes do envio. O revestimento não só parece brilhante e convidativo, como também retarda a decomposição da fruta ou vegetal. Alguns alimentos também são borrifados com conservantes químicos, para ajudá-los a sobreviver à árdua jornada até o supermercado.

Reduzir a distância que sua comida viaja não é a única razão saudável para comer sazonalmente. A natureza fornece certos alimentos em determinados momentos, porque é quando seu corpo mais precisa deles. Eles também são menos propensos a serem encharcados em pesticidas, fertilizantes e fungicidas se as plantas também estiverem crescendo conforme a natureza os planejou.

Agora, nos dias frios de inverno, você deve considerar comer mais carboidratos como os de raízes vegetais - eles ajudam o corpo a sustentar um pouco mais de peso, que é necessário para se proteger do frio. Vegetais aquecidos como batata, repolho, cenoura, cebola, rutabaga e abóbora armazenam bem em locais frescos e escuros, fornecendo energia e conforto durante todo o inverno. Adicionar mais peixe à dieta durante esta época do ano também é benéfico para o efeito de aquecimento, as calorias mais altas e os altos níveis de vitamina D (a vitamina que você obtém diretamente do sol durante os meses mais quentes). A vitamina D é importante para uma boa saúde mental e um sistema imunológico forte. As nozes, que armazenam bem para o inverno, são carregadas com ácidos graxos ômega 3, que ajudam a hidratar seu corpo de dentro para fora - isso ajuda a combater a pele seca do inverno de que tantos de nós sofremos.

Como você prepara vegetais de inverno?

Entregue uma rutabaga a algumas pessoas e elas não terão ideia do que fazer com ela. Provavelmente, uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas deixam de comer os vegetais de inverno é porque não sabem como prepará-los. Invista em alguns ótimos livros de receitas para se inspirar. Eu gosto de livros de receitas da era da Depressão para obter instruções simples sobre a preparação, e existem alguns livros de receitas locavore maravilhosos no mercado que irão ensiná-lo a transformar esses vegetais de aparência humilde em iguarias de dar água na boca. Estes são 3 dos meus favoritos.


15 vegetais de inverno que você deveria comer agora quente

Pergunte a quem não é jardineiro o que está na estação agora. Vá em frente, vou esperar aqui, porque não vai demorar muito.

Você se deparou com um olhar vazio e talvez alguma menção a batatas e cebolas? Ficamos tão distantes da terra que a maioria das pessoas nem mesmo sabe o que os vegetais estão na estação nesta época do ano. Por causa do nosso sistema de "alimentação sob demanda", com alimentos chegando de todos os cantos do globo, muitas pessoas que não cultivam alimentos não têm absolutamente nenhuma ideia do que está crescendo nas fazendas locais no momento. Vivemos em um país onde não parece ultrajante servir aspargos e abóbora na mesma refeição, seguido de mirtilos para a sobremesa. As pessoas que são escravas do supermercado não conseguem nem mesmo imaginar o que as pessoas comem quando desfrutam de uma dieta local sazonal.

Mas ... o que nossos ancestrais pensariam dessa combinação? Não está nem perto de ser realista, já que os aspargos atingem seu pico no início da primavera, os mirtilos surgem no meio do verão e a abóbora sobe na retaguarda, teimosamente esperando para amadurecer até o outono.

É muito mais saudável comer alimentos da estação.

Quando você exige produtos fora da estação, eles vêm de todo o mundo. Isso significa que os itens foram colhidos antes de estarem realmente maduros, o que significa que os nutrientes não se desenvolveram totalmente. As vitaminas e minerais contidos nos produtos começam a diminuir no minuto em que o alimento é colhido. O item colhido imediatamente começa a morrer e se decompor. No momento em que a comida chega ao supermercado local, pode já ter 3 semanas - e às vezes é ainda mais velha do que isso.

Além disso, as fábricas de embalagem se esforçam para garantir que as frutas frescas que enfeitam sua mesa no meio do inverno tenham uma aparência bonita. Muitos embaladores adicionam um revestimento ceroso e brilhante ao produto antes do envio. O revestimento não só parece brilhante e convidativo, como também retarda a decomposição da fruta ou vegetal. Alguns alimentos também são borrifados com conservantes químicos, para ajudá-los a sobreviver à árdua jornada até o supermercado.

Reduzir a distância que sua comida viaja não é a única razão saudável para comer sazonalmente. A natureza fornece certos alimentos em determinados momentos, porque é quando seu corpo mais precisa deles. Eles também são menos propensos a serem encharcados em pesticidas, fertilizantes e fungicidas se as plantas também estiverem crescendo conforme a natureza os planejou.

Agora, nos dias frios de inverno, você deve considerar comer mais carboidratos como os de raízes vegetais - eles ajudam o corpo a sustentar um pouco mais de peso, que é necessário para se proteger do frio. Vegetais aquecidos como batatas, repolhos, cenouras, cebolas, rutabagas e abóbora de inverno armazenam bem em locais frescos e escuros, fornecendo energia e conforto durante todo o inverno. Adicionar mais peixe à dieta durante esta época do ano também é benéfico para o efeito de aquecimento, as calorias mais altas e os altos níveis de vitamina D (a vitamina que você obtém diretamente do sol durante os meses mais quentes). A vitamina D é importante para uma boa saúde mental e um sistema imunológico forte. As nozes, que armazenam bem para o inverno, são carregadas com ácidos graxos ômega 3, que ajudam a hidratar seu corpo de dentro para fora - isso ajuda a combater a pele seca do inverno de que tantos de nós sofremos.

Como você prepara vegetais de inverno?

Entregue uma rutabaga a algumas pessoas e elas não terão ideia do que fazer com ela. Provavelmente, uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas deixam de comer os vegetais de inverno é porque não sabem como prepará-los. Invista em alguns ótimos livros de receitas para se inspirar. Eu gosto de livros de receitas da era da Depressão para obter instruções simples sobre a preparação, e existem alguns livros de receitas locavore maravilhosos no mercado que irão ensiná-lo a transformar esses vegetais de aparência humilde em iguarias de dar água na boca. Estes são 3 dos meus favoritos.


15 vegetais de inverno que você deveria comer agora quente

Pergunte a quem não é jardineiro o que está na estação agora. Vá em frente, vou esperar aqui, porque não vai demorar muito.

Você se deparou com um olhar vazio e talvez alguma menção a batatas e cebolas? Ficamos tão distantes da terra que a maioria das pessoas nem sabe o que os vegetais estão na estação nesta época do ano. Por causa do nosso sistema de "alimentação sob demanda", com alimentos chegando de todos os cantos do globo, muitas pessoas que não cultivam alimentos não têm absolutamente nenhuma ideia do que está crescendo nas fazendas locais no momento. Vivemos em um país onde não parece ultrajante servir aspargos e abóbora na mesma refeição, seguido de mirtilos para a sobremesa. As pessoas que são escravas do supermercado não conseguem nem mesmo imaginar o que as pessoas comem quando desfrutam de uma dieta local sazonal.

Mas ... o que nossos ancestrais pensariam dessa combinação? Não está nem perto de ser realista, já que os aspargos atingem seu pico no início da primavera, os mirtilos surgem no meio do verão e a abóbora sobe na retaguarda, teimosamente esperando para amadurecer até o outono.

É muito mais saudável comer alimentos da estação.

Quando você exige produtos fora da estação, eles vêm de todo o mundo. Isso significa que os itens foram colhidos antes de estarem realmente maduros, o que significa que os nutrientes não se desenvolveram totalmente. As vitaminas e minerais contidos nos produtos começam a diminuir no minuto em que o alimento é colhido. O item colhido imediatamente começa a morrer e se decompor. No momento em que a comida chega ao supermercado local, pode já ter 3 semanas - e às vezes é ainda mais velha do que isso.

Além disso, as fábricas de embalagem se esforçam para garantir que as frutas frescas que enfeitam sua mesa no meio do inverno tenham uma aparência bonita. Muitos embaladores adicionam um revestimento ceroso e brilhante ao produto antes do envio. O revestimento não só parece brilhante e convidativo, como também retarda a decomposição da fruta ou vegetal. Alguns alimentos também são borrifados com conservantes químicos, para ajudá-los a sobreviver à árdua jornada até o supermercado.

Reduzir a distância que sua comida viaja não é a única razão saudável para comer sazonalmente. A natureza fornece certos alimentos em determinados momentos, porque é quando seu corpo mais precisa deles. Eles também são menos propensos a serem encharcados em pesticidas, fertilizantes e fungicidas se as plantas também estiverem crescendo conforme a natureza os planejou.

Agora, nos dias frios de inverno, você deve considerar comer mais carboidratos como os de raízes vegetais - eles ajudam o corpo a sustentar um pouco mais de peso, que é necessário para se proteger do frio. Vegetais aquecidos como batatas, repolhos, cenouras, cebolas, rutabagas e abóbora de inverno armazenam bem em locais frescos e escuros, fornecendo energia e conforto durante todo o inverno. Adicionar mais peixe à dieta durante esta época do ano também é benéfico para o efeito de aquecimento, as calorias mais altas e os altos níveis de vitamina D (a vitamina que você obtém diretamente do sol durante os meses mais quentes). A vitamina D é importante para uma boa saúde mental e um sistema imunológico forte. As nozes, que armazenam bem para o inverno, são carregadas com ácidos graxos ômega 3, que ajudam a hidratar seu corpo de dentro para fora - isso ajuda a combater a pele seca do inverno de que tantos de nós sofremos.

Como você prepara vegetais de inverno?

Entregue uma rutabaga a algumas pessoas e elas não terão ideia do que fazer com ela. Provavelmente, uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas deixam de comer os vegetais de inverno é porque não sabem como prepará-los. Invista em alguns ótimos livros de receitas para se inspirar. Eu gosto de livros de receitas da era da Depressão para obter instruções simples sobre a preparação, e existem alguns livros de receitas locavore maravilhosos no mercado que irão ensiná-lo a transformar esses vegetais de aparência humilde em iguarias de dar água na boca. Estes são 3 dos meus favoritos.


15 vegetais de inverno que você deveria comer agora quente

Pergunte a quem não é jardineiro o que está na estação agora. Vá em frente, vou esperar aqui, porque não vai demorar muito.

Você se deparou com um olhar vazio e talvez alguma menção a batatas e cebolas? Ficamos tão distantes da terra que a maioria das pessoas nem sabe o que os vegetais estão na estação nesta época do ano. Por causa do nosso sistema de "alimentação sob demanda", com alimentos chegando de todos os cantos do globo, muitas pessoas que não cultivam alimentos não têm absolutamente nenhuma ideia do que está crescendo nas fazendas locais no momento. Vivemos em um país onde não parece ultrajante servir aspargos e abóbora na mesma refeição, seguido de mirtilos para a sobremesa. As pessoas que são escravas do supermercado não conseguem nem mesmo imaginar o que as pessoas comem quando desfrutam de uma dieta local sazonal.

Mas ... o que nossos ancestrais pensariam dessa combinação? Não está nem perto de ser realista, já que os aspargos atingem seu pico no início da primavera, os mirtilos surgem no meio do verão e a abóbora sobe na retaguarda, teimosamente esperando para amadurecer até o outono.

É muito mais saudável comer alimentos da estação.

Quando você exige produtos fora da estação, eles vêm de todo o mundo. Isso significa que os itens foram colhidos antes de estarem realmente maduros, o que significa que os nutrientes não se desenvolveram totalmente. As vitaminas e minerais contidos nos produtos começam a diminuir no minuto em que o alimento é colhido. O item colhido imediatamente começa a morrer e se decompor. No momento em que a comida chega ao supermercado local, pode já ter 3 semanas - e às vezes é ainda mais velha do que isso.

Além disso, as fábricas de embalagem se esforçam para garantir que as frutas frescas que enfeitam sua mesa no meio do inverno tenham uma aparência bonita. Muitos embaladores adicionam um revestimento ceroso e brilhante ao produto antes do envio. O revestimento não só parece brilhante e convidativo, como também retarda a decomposição da fruta ou vegetal. Alguns alimentos também são borrifados com conservantes químicos, para ajudá-los a sobreviver à árdua jornada até o supermercado.

Reduzir a distância que sua comida viaja não é a única razão saudável para comer sazonalmente. A natureza fornece certos alimentos em determinados momentos, porque é quando seu corpo mais precisa deles. Eles também são menos propensos a serem encharcados em pesticidas, fertilizantes e fungicidas se as plantas também estiverem crescendo conforme a natureza os planejou.

Agora, nos dias frios de inverno, você deve considerar comer mais carboidratos como os de raízes vegetais - eles ajudam o corpo a sustentar um pouco mais de peso, que é necessário para se proteger do frio. Vegetais aquecidos como batatas, repolhos, cenouras, cebolas, rutabagas e abóbora de inverno armazenam bem em locais frescos e escuros, fornecendo energia e conforto durante todo o inverno. Adding more fish to your diet during this time of year is also beneficial for the warming effect, the higher calories, and the high levels of vitamin D (the vitamin you get directly from the sun during the warmer months). Vitamin D is important for good mental health and a strong immune system. Nuts, which store well for the winter, are loaded with Omega 3 fatty acids, which help moisturize your body from the inside out – this helps to fight that dry winter skin so many of us suffer from.

How do you prepare winter vegetables?

Hand some people a rutabaga and they’ll have no idea what to do with it. Probably one of the most common reasons that people pass on the winter vegetables is because they don’t know how to prepare them. Invest in some great cookbooks for inspiration. I like Depression-era cookbooks for simple instructions on preparation, and there are some wonderful locavore cookbooks on the market that will teach you to turn these humble looking veggies into mouth-watering treats. These are 3 of my favorites.


15 Winter Veggies You Should Be Eating Right Now Hot

Ask anyone who’s not a gardener what’s in season right now. Go ahead, I’ll wait here, because it won’t take long.

Did you get met with a blank stare and perhaps some mention of potatoes and onions? We’ve become so far removed from the land that most folks don’t even know what vegetables are in season this time of year. Because of our “food on demand” system, with food coming in from all corners of the globe, many people who don’t grow food have absolutely no idea what is growing on local farms right now. We live in a country where it doesn’t seem outrageous to serve asparagus and pumpkin in the same meal, followed up with blueberries for dessert. The people who are slaves to the grocery store can’t even fathom what people eat when they enjoy a local, seasonal diet.

But…what would our ancestors think of that combination? It’s not even close to being realistic since asparagus hits its peak in the early spring, blueberries come along midsummer, and pumpkin pulls up the rear, stubbornly waiting to ripen until fall.

It’s far healthier to eat food that is actually in season.

When you demand produce that is out of season, it’s coming from across the globe. This means that the items were picked before they were actually ripe, which means that the nutrients had not fully developed. The vitamins and minerals contained in produce begin to decrease the minute the food is picked. The harvested item immediately begins to die and decompose. By the time the food arrives at your local grocery store, it might already be 3 weeks old – and sometimes it’s even older than that.

What’s more, the packing plants take great pains to be sure that the fresh fruits that grace your table mid-winter look pretty. Many packagers add a waxy, glossy coating to the produce before shipping. The coating not only looks shiny and inviting, it slows down the decomposition of the fruit or vegetable. Some foods are sprayed with preservative chemicals, as well, to help them survive the arduous journey to your supermarket.

Reducing the distance your food travels isn’t the only health reason to eat seasonally. Nature provides certain foods at certain times because that is when your body needs them the most. They are also less likely to be drenched in pesticides, fertilizers and fungicides if the plants are growing as nature intended them too.

Right now, in the cold days of winter, you should consider eating more carbohydrates like those from root vegetables – they help the body to sustain a little more weight, which is needed to insulate against the cold weather. Warming vegetables like potatoes, cabbages, carrots, onions, rutabagas, and winter squash all store well in cool, dark places, providing energy and comfort throughout the winter season. Adding more fish to your diet during this time of year is also beneficial for the warming effect, the higher calories, and the high levels of vitamin D (the vitamin you get directly from the sun during the warmer months). Vitamin D is important for good mental health and a strong immune system. Nuts, which store well for the winter, are loaded with Omega 3 fatty acids, which help moisturize your body from the inside out – this helps to fight that dry winter skin so many of us suffer from.

How do you prepare winter vegetables?

Hand some people a rutabaga and they’ll have no idea what to do with it. Probably one of the most common reasons that people pass on the winter vegetables is because they don’t know how to prepare them. Invest in some great cookbooks for inspiration. I like Depression-era cookbooks for simple instructions on preparation, and there are some wonderful locavore cookbooks on the market that will teach you to turn these humble looking veggies into mouth-watering treats. These are 3 of my favorites.


15 Winter Veggies You Should Be Eating Right Now Hot

Ask anyone who’s not a gardener what’s in season right now. Go ahead, I’ll wait here, because it won’t take long.

Did you get met with a blank stare and perhaps some mention of potatoes and onions? We’ve become so far removed from the land that most folks don’t even know what vegetables are in season this time of year. Because of our “food on demand” system, with food coming in from all corners of the globe, many people who don’t grow food have absolutely no idea what is growing on local farms right now. We live in a country where it doesn’t seem outrageous to serve asparagus and pumpkin in the same meal, followed up with blueberries for dessert. The people who are slaves to the grocery store can’t even fathom what people eat when they enjoy a local, seasonal diet.

But…what would our ancestors think of that combination? It’s not even close to being realistic since asparagus hits its peak in the early spring, blueberries come along midsummer, and pumpkin pulls up the rear, stubbornly waiting to ripen until fall.

It’s far healthier to eat food that is actually in season.

When you demand produce that is out of season, it’s coming from across the globe. This means that the items were picked before they were actually ripe, which means that the nutrients had not fully developed. The vitamins and minerals contained in produce begin to decrease the minute the food is picked. The harvested item immediately begins to die and decompose. By the time the food arrives at your local grocery store, it might already be 3 weeks old – and sometimes it’s even older than that.

What’s more, the packing plants take great pains to be sure that the fresh fruits that grace your table mid-winter look pretty. Many packagers add a waxy, glossy coating to the produce before shipping. The coating not only looks shiny and inviting, it slows down the decomposition of the fruit or vegetable. Some foods are sprayed with preservative chemicals, as well, to help them survive the arduous journey to your supermarket.

Reducing the distance your food travels isn’t the only health reason to eat seasonally. Nature provides certain foods at certain times because that is when your body needs them the most. They are also less likely to be drenched in pesticides, fertilizers and fungicides if the plants are growing as nature intended them too.

Right now, in the cold days of winter, you should consider eating more carbohydrates like those from root vegetables – they help the body to sustain a little more weight, which is needed to insulate against the cold weather. Warming vegetables like potatoes, cabbages, carrots, onions, rutabagas, and winter squash all store well in cool, dark places, providing energy and comfort throughout the winter season. Adding more fish to your diet during this time of year is also beneficial for the warming effect, the higher calories, and the high levels of vitamin D (the vitamin you get directly from the sun during the warmer months). Vitamin D is important for good mental health and a strong immune system. Nuts, which store well for the winter, are loaded with Omega 3 fatty acids, which help moisturize your body from the inside out – this helps to fight that dry winter skin so many of us suffer from.

How do you prepare winter vegetables?

Hand some people a rutabaga and they’ll have no idea what to do with it. Probably one of the most common reasons that people pass on the winter vegetables is because they don’t know how to prepare them. Invest in some great cookbooks for inspiration. I like Depression-era cookbooks for simple instructions on preparation, and there are some wonderful locavore cookbooks on the market that will teach you to turn these humble looking veggies into mouth-watering treats. These are 3 of my favorites.


15 Winter Veggies You Should Be Eating Right Now Hot

Ask anyone who’s not a gardener what’s in season right now. Go ahead, I’ll wait here, because it won’t take long.

Did you get met with a blank stare and perhaps some mention of potatoes and onions? We’ve become so far removed from the land that most folks don’t even know what vegetables are in season this time of year. Because of our “food on demand” system, with food coming in from all corners of the globe, many people who don’t grow food have absolutely no idea what is growing on local farms right now. We live in a country where it doesn’t seem outrageous to serve asparagus and pumpkin in the same meal, followed up with blueberries for dessert. The people who are slaves to the grocery store can’t even fathom what people eat when they enjoy a local, seasonal diet.

But…what would our ancestors think of that combination? It’s not even close to being realistic since asparagus hits its peak in the early spring, blueberries come along midsummer, and pumpkin pulls up the rear, stubbornly waiting to ripen until fall.

It’s far healthier to eat food that is actually in season.

When you demand produce that is out of season, it’s coming from across the globe. This means that the items were picked before they were actually ripe, which means that the nutrients had not fully developed. The vitamins and minerals contained in produce begin to decrease the minute the food is picked. The harvested item immediately begins to die and decompose. By the time the food arrives at your local grocery store, it might already be 3 weeks old – and sometimes it’s even older than that.

What’s more, the packing plants take great pains to be sure that the fresh fruits that grace your table mid-winter look pretty. Many packagers add a waxy, glossy coating to the produce before shipping. The coating not only looks shiny and inviting, it slows down the decomposition of the fruit or vegetable. Some foods are sprayed with preservative chemicals, as well, to help them survive the arduous journey to your supermarket.

Reducing the distance your food travels isn’t the only health reason to eat seasonally. Nature provides certain foods at certain times because that is when your body needs them the most. They are also less likely to be drenched in pesticides, fertilizers and fungicides if the plants are growing as nature intended them too.

Right now, in the cold days of winter, you should consider eating more carbohydrates like those from root vegetables – they help the body to sustain a little more weight, which is needed to insulate against the cold weather. Warming vegetables like potatoes, cabbages, carrots, onions, rutabagas, and winter squash all store well in cool, dark places, providing energy and comfort throughout the winter season. Adding more fish to your diet during this time of year is also beneficial for the warming effect, the higher calories, and the high levels of vitamin D (the vitamin you get directly from the sun during the warmer months). Vitamin D is important for good mental health and a strong immune system. Nuts, which store well for the winter, are loaded with Omega 3 fatty acids, which help moisturize your body from the inside out – this helps to fight that dry winter skin so many of us suffer from.

How do you prepare winter vegetables?

Hand some people a rutabaga and they’ll have no idea what to do with it. Probably one of the most common reasons that people pass on the winter vegetables is because they don’t know how to prepare them. Invest in some great cookbooks for inspiration. I like Depression-era cookbooks for simple instructions on preparation, and there are some wonderful locavore cookbooks on the market that will teach you to turn these humble looking veggies into mouth-watering treats. These are 3 of my favorites.


Assista o vídeo: Афины, Греция. Здесь есть не только Парфенон! Большой выпуск.